A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

09/05/2016 16:51

Delcídio admite erros e diz que agiu a mando, mas acha cassação exagerada

Thiago de Souza
Delcídio chega à comissão do Senado para ser questionado por falta de decoro. (Foto: Beto Barata/Agência Senado)Delcídio chega à comissão do Senado para ser questionado por falta de decoro. (Foto: Beto Barata/Agência Senado)

O senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), admitiu, durante fala à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, na tarde desta segunda-feira (9), que errou ao conversar com o filho de Nestor Cerveró, Bernardo Cerveró, motivo pelo qual ele foi preso por tentar obstruir investigações da Operação Lava Jato. Porém, o ex-líder do Governo diz que agiu a mando e considera sua cassação um exagero.

"Admito meu erro e peço perdão por isso. Eu não roubei, não desviei dinheiro, não tenho conta no exterior, estou sendo acusado de obstrução de Justiça. Peço desculpas, errei, mas agi a mando. Assumo a responsabilidade dos meus erros", relatou Delcídio.

Segundo a Agência Senado, Delcídio também reclamou que sua equipe de advogados teve dificuldades para acessar os autos do processo. Disse ainda que esse processo contra ele está ocorrendo de maneira muito rápida. 

Na visão do senador, a cassação de mandato é uma pena que só deve ser aplicada em caso de "irregularidade grave", ou seja, corrupção ou má aplicação de recursos públicos, o que ele nega que tenha feito. 

O senador está sendo questionado pelos colegas de casa, junto de seu advogado, Antônio Augusto Figueiredo Basto, sobre o processo por falta de decoro parlamentar.

As acusações contra Delcídio vieram do filho de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, que gravou uma conversa com senador na qual ele prometia conversar com ministros do Supremo para libertar o ex-diretor da estatal, que ameaçava fazer um acordo de delação premiada.

Na gravação, Delcídio chegou a sugerir um plano de fuga para Cerveró e uma mesada de R$ 50 mil mensais para a família. Posteriormente, Cerveró firmou o acordo de colaboração com a Lava Jato.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions