ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 22º

Política

Deputado fala em clima “insustentável” e “gota d’água” para deixar PSL

Renan Contar afirma que saída já estava sendo estudada após advertências da sigla

Por Gabriel Neris | 25/05/2020 18:28
Deputado Renan Contar durante sessão virtual da Assembleia (Foto: Divulgação)
Deputado Renan Contar durante sessão virtual da Assembleia (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Renan Contar anunciou nesta segunda-feira (25) que vai apresentar ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) pedido de desfiliação do PSL.

O parlamentar citou, em nota, que a decisão já estava amadurecendo desde o ano passado, quando a Executiva nacional advertiu parlamentares fieis ao presidente Jair Bolsonaro, que também deixou o partido.

“Me sinto fortalecido. A situação ficou insustentável, principalmente após as notas de repúdio da agremiação, em final de abril. Foi a gota d’água” afirma. Segundo ele, o partido mudou as “bandeiras da campanha” eleitoral de 2018.

“Houve clara mudança nos objetivos partidários, contradizendo o discurso que elegeu a totalidade de seus correligionários, baseado na mudança, renovação política, ética e transparência”, afirma Contar.

Na semana passada, o deputado foi surpreendido com o anúncio de que o vereador Vinícius Siqueira será o nome da legenda para concorrer a Prefeitura de Campo Grande.

O comunicado foi feito feito pelo deputado federal Loester Carlos, porém a própria presidente estadual do partido também mostrou-se surpresa com a publicação e classificou o anúncio como “opinião pessoal”.