A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

11/08/2016 12:58

Deputado pede licença de 15 dias para organizar campanha em Dourados

Leonardo Rocha
Renato Câmara conseguiu licença para ficar afastado da Assembleia até o dia 25 (Foto: Assessoria/ALMS) Renato Câmara conseguiu licença para ficar afastado da Assembleia até o dia 25 (Foto: Assessoria/ALMS)

O deputado estadual Renato Câmara (PMDB), candidato a prefeito em Dourados, solicitou 15 dias de licença na Assembleia Legislativa, para resolver questões pessoais. Os colegas de partido explicaram que durante este período, que vai de 10 a 25 de agosto, ele deve organizar a campanha e resolver detalhes no seu município.

"O Renato (Câmara) me explicou que precisa deste momento para organizar sua vida lá em Dourados, já que vai passar por um processo eleitoral, uma campanha para prefeito, e depois retorna os trabalhos na Casa de Leis", disse o presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB).

Mochi salientou que o deputado não adiantou se pretende fazer um novo pedido de licença, quando este prazo terminar, no dia 25 de agosto. "Não disse nada neste sentido, mas se ele fizer, caberá a Mesa Diretora fazer a devida avaliação", afirmou o presidente. 

O vice-presidente do PMDB, o deputado Eduardo Rocha, seguiu a mesma linha. "Ele deve organizar algumas questões da sua campanha a prefeito e depois retornar ao trabalho no final do mês, para depois conciliar os trabalhos aqui, com este período eleitoral". O pedido inclusive foi aprovado pelos deputados, na sessão desta quinta-feira (11).

Disputa - Renato confirmou seu nome para disputa, na convenção municipal de Dourados, no último dia 5 de agosto, onde também apresentou sua candidata a vice, a professora Zélia Nolasco, do PROS. O partido decidiu apostar no deputado, depois que Geraldo Resende trocou o PMDB pelo ninho tucano, na janela partidária. Até aquele momento, o deputado federal é quem representaria o partido na eleição.

Entramos em contato com Renato Câmara, mas até o momento ele não atendeu as nossas ligações. Paulo Engel, chefe de gabinete do parlamentar, apenas ponderou que serão 15 dias de licença, para tratar motivos particulares em Dourados, mas não confirmou se vai ser pedido uma prorrogação, no final do prazo.

Candidato pelo PMDB em Dourados, Renato Câmara quer renovação na política
A convenção do PMDB em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - oficializou o deputado estadual Renato Câmara com o candidato do parti...
Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions