A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/02/2012 21:54

Deputados cobram agilidade na apuração da morte de jornalista em MS

Elverson Cardozo e Jeozadaque Garcia
Eduardo Rocha participou da reunião e comentou sobre o tráfico de drogas na fronteira. (Foto: Jeozadaque Garcia)Eduardo Rocha participou da reunião e comentou sobre o tráfico de drogas na fronteira. (Foto: Jeozadaque Garcia)

Deputados estaduais de Mato Grosso do Sul afirmaram nesta quinta-feira (23), durante a primeira reunião da Frente Parlamentar de Combate às Drogas, que vão se reunir com o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, e pedir agilidade na apuração do assassinato do jornalista Sul-Mato-Grossense Paulo Rocaro, morto a tiros no último dia 13 de fevereiro, em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

A fronteira com o país vizinho foi o tema principal das discussões. Os parlamentares também afirmaram que pretendem marcar uma data para se reunirem com as quatro secretarias envolvidas no combate à droga no Estado: Assistência social, segurança pública, saúde e educação.

Além disso, vão realizar reuniões com outros estados que fazem fronteira com o Paraguai e a Bolívia. A idéia é formar uma comissão única que vai até Brasília (DF) cobrar investimentos no combate às drogas.

Durante reunião, os deputados também questionaram a lei boliviana que regulariza carros roubados que entram no país. Segundo o deputado Eduardo Rocha (PMDB), os veículos tornaram-se moeda de troca na região de fronteira.

“Hoje essa troca é tabelada. O cara vai lá e troca um carro por uma quantidade de droga. As próprias seguradoras subiram o preço dos seguros na fronteira”.

Participaram da reunião os parlamentares Eduardo rocha (PMDB), Dione Hashioka (PSDB), Mara Caseiro (PTdoB), Márcio Monteiro (PTdoB), Professor Rinaldo (PSDB) e Alcides Bernal (PT).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions