ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 32º

Política

Deputados cobram agilidade na apuração da morte de jornalista em MS

Elverson Cardozo e Jeozadaque Garcia | 23/02/2012 21:54
Eduardo Rocha participou da reunião e comentou sobre o tráfico de drogas na fronteira. (Foto: Jeozadaque Garcia)
Eduardo Rocha participou da reunião e comentou sobre o tráfico de drogas na fronteira. (Foto: Jeozadaque Garcia)

Deputados estaduais de Mato Grosso do Sul afirmaram nesta quinta-feira (23), durante a primeira reunião da Frente Parlamentar de Combate às Drogas, que vão se reunir com o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, e pedir agilidade na apuração do assassinato do jornalista Sul-Mato-Grossense Paulo Rocaro, morto a tiros no último dia 13 de fevereiro, em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

A fronteira com o país vizinho foi o tema principal das discussões. Os parlamentares também afirmaram que pretendem marcar uma data para se reunirem com as quatro secretarias envolvidas no combate à droga no Estado: Assistência social, segurança pública, saúde e educação.

Além disso, vão realizar reuniões com outros estados que fazem fronteira com o Paraguai e a Bolívia. A idéia é formar uma comissão única que vai até Brasília (DF) cobrar investimentos no combate às drogas.

Durante reunião, os deputados também questionaram a lei boliviana que regulariza carros roubados que entram no país. Segundo o deputado Eduardo Rocha (PMDB), os veículos tornaram-se moeda de troca na região de fronteira.

“Hoje essa troca é tabelada. O cara vai lá e troca um carro por uma quantidade de droga. As próprias seguradoras subiram o preço dos seguros na fronteira”.

Participaram da reunião os parlamentares Eduardo rocha (PMDB), Dione Hashioka (PSDB), Mara Caseiro (PTdoB), Márcio Monteiro (PTdoB), Professor Rinaldo (PSDB) e Alcides Bernal (PT).

Nos siga no Google Notícias