ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 24º

Política

Deputados deixam grupo político e já planejam novo bloco na Assembleia

Grupo criado por deputados "novatos" tem a saída de quatro integrantes na sessão de hoje (22)

Por Leonardo Rocha | 22/09/2020 10:18
Deputados durante sessão virtual na Assembleia (Foto: Divulgação ALMS - Arquivo)
Deputados durante sessão virtual na Assembleia (Foto: Divulgação ALMS - Arquivo)

O grupo político chamado G-10, que foi criado pelos deputados novatos para ter espaço na Assembleia, sofreu uma debandada de quatro integrantes na sessão de hoje (22), se reduzindo quase pela metade. Criado no começo de 2019, já teve vários conflitos anteriores. Os dissidentes planejam criar um novo bloco.

Pediram a saída do grupo, nesta manhã (22), os deputados Neno Razuk (PTB), Evander Vendramini (PP), Carlos Alberto David (sem partido) e Lucas de Lima (SD). Com isto o bloco fica apenas com seis integrantes: Renan Contar (PSL), Gerson Claro (PP), Londres Machado (PSD), Herculano Borges (SD), Jamilson Name (sem partido) e Antônio Vaz (Republicanos).

João Henrique Catan foi o primeiro a deixar o bloco, ainda em fevereiro, quando não foi escolhido para continuar na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), considerada a comissão mais importante da Casa.

Na sessão de hoje (23) o primeiro a anunciar a saída foi Neno Razuk. Em seguida os outros três deputados anunciaram também a retirada do nome do grupo. Os parlamentares não deram explicações sobre esta decisão durante a sessão.

Razuk explicou ao Campo Grande News que estava deixando o bloco para buscar uma atuação mais “independente” e “coerente” com suas atividades políticas. “Não se trata de um rompimento (político) com os demais integrantes e sim um reposicionamento político, para buscar um espaço próprio”, ponderou.

Ele admitiu que pode ser criado um novo bloco na Assembleia. “Devemos iniciar as conversas em breve”, destacou. Já Carlos Alberto David alegou que busca ter mais “independência” na Assembleia, mas admitiu a possibilidade de criar um novo grupo político. Ele ainda confirmou que continua na base do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Espaço – Quando foi criado o G-10, sob a liderança de Londres Machado (PSD), o bloco conseguiu duas vagas em todas as comissões da Assembleia, assim como cargos na mesa diretora, tendo como representantes Herculanos Borges (SD) na função de segundo-secretário, Neno Razuk como segundo vice-presidente e Antônio Vaz no cargo de terceiro vice-presidente.

Ao longo do mandato havia reclamação dos integrantes que os líderes do bloco tomavam decisões em projetos e votações, sem consultar os demais membros. Com isto pode surgir um novo bloco na Assembleia. A princípio estas mudanças não interferem na composição das comissões e mesa diretora.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário