A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/02/2014 13:45

Despejo pode ocorrer em abril e será crime político-administrativo, diz Mario

Kleber Clajus
Presidente da Câmara rebate prazo dado por dona de prédio (Foto: Arquivo / Campo Grande News)Presidente da Câmara rebate prazo dado por dona de prédio (Foto: Arquivo / Campo Grande News)

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, Mario Cesar (PMDB), indicou nesta quarta-feira (19) que o prazo definido pela Justiça para despejo dos vereadores da atual sede do Legislativo é 24 de abril. A assessoria jurídica da Haddad Engenheiros Associados informou que a data limite é 11 de março. A busca por soluções para dívida de R$ 13 milhões se arrasta desde 2007. Para ele, caso o prefeito Alcides Bernal (PP) não tome atitude pode “incorrer em crime político-administrativo”.

“Para nós o prazo termina em 24 de abril e apresentamos várias propostas. Até hoje não teve nenhuma solução para isso, que é responsabilidade exclusiva do prefeito de Campo Grande resolver”, disse Mario durante Sessão Comunitária no Bairro Paulo Coelho Machado.

A data apresentada pelo presidente do Legislativo diverge da apresentada hoje pelo advogado da empresa locatária, André Borges, que seria de 11 de março.

De acordo com o peemedebista, se Bernal pretende punir os vereadores com a demora em resolver a questão deve lembrar-se que estará “penalizando Campo Grande”. Ele ressalta que a Câmara está aberta ao diálogo e isso tem se demonstrado por meio de críticas e discursos “menos ácidos” contra o progressista.

“Esse ano tive uma reunião com o prefeito e disse que está providenciando. O tempo verbal no gerúndio não dá certo. Tem que pensar no presente para fazer. Se houver despejo ele pode incorrer em crime político administrativo”, pontuou.

Já o líder do prefeito, Marcos Alex (PT), acredita que os vereadores não serão despejados. “Seria surreal”, resume o petista que também aguarda de Bernal uma resposta para o impasse.

Preocupados – Seja da base ou oposição, a inércia em se definir para onde ir gera indignação entre os vereadores que apontam como alternativas as sessões itinerantes e comunitárias, além de encontros em tendas na praça e debaixo de “pé de manga”.

“O prefeito teve um ano para resolver isso. Não é mais hora de procurar culpados, mas resolver o problema”, comenta Waldecy Chocolate (PP). Já Rose Modesto (PSDB) lembra da devolução de mais de R$ 8 milhões ao Executivo que poderiam ser empregados no pagamento dos aluguéis atrasados desde 2005.

Gilmar da Cruz (PRB) se questiona para onde ir em situação de despejo e Paulo Pedra (PDT) que será “vereador lá [no prédio atual] ou embaixo de um pé de manga”.

Sugestões também para um novo prédio também estão na pauta entre os legisladores. Ademir Vieira, o Coringa (PSD), quer uma Câmara em algum bairro de fácil acesso e próximo da população e sugere Aero Rancho, Moreninha e Tiradentes.

Por outro lado, Marcos Alex (PT) indica que a melhor saída é o pagamento dos débitos e renovação do contrato com a Haddad Engenheiros Associados, enquanto Bernal define um novo espaço. Ele também sugere como possíveis estruturas o Centro de Belas Artes, no Cabreúva, o Hotel Campo Grande. na 13 de Maio, ou a construção de uma sede próxima ao Atacadão da Duque de Caxias.



A câmara não possui receita. A câmara nem pode ser parte de processo, a prefeitura é quem faz a gestão da câmara municipal no que tange à sua pessoa pública. Culpa de Nelsinho e agora de Bernal. O Nelsinho perdeu, saiu... agora é hora do Bernal resolver. Simples assim.
 
Douglas Silva em 20/02/2014 08:57:18
De quem é a responsabilidade pelo calote? Essa história de não pagar aluguel para dizer o mínimo é um péssimo exemplo, pois incentiva a picaretisse!
 
Daniel Sanches em 20/02/2014 06:14:24
Campo Grande não será prejudicada com o fechamento da câmara, será um bem.
 
Luiz Carlos Barbosa de Castro em 20/02/2014 00:46:35
Tenho pena de alguns vereadores que não mereciam passar por isso, mas a maioria, como esse Mário César, deveriam ficar no olho da rua por terem feito nossa cidade morena de refém, por não termos feito a sua vontade! Querem agora jogar a culpa na atual gestão de um Calote que se arrasta desde 2007...
 
Maria Silva em 19/02/2014 19:57:40
crime político administrativo...???Deveriam não só ser despejados como também depostos de seus cargos.Bando de incompetentes.
 
Marcia França em 19/02/2014 19:42:31
"Crime político administrativo", por favor Mario Cesar veja os crime cometidos pelos políticos e faça a balança de quem esta perdendo mais! Vocês recebem salários generosos para simplesmente não fazerem nada! O básico para um sociedade se desenvolver é segurança(arrisca a vida), educação(desenvolve a vida) e saúde(salva a vida) e os profissionais destas áreas não recebem nem 20% do que vocês ganham! Deram o calote no dono do imóvel e querem sair isentos, que paguem seus débitos com os mesmos aumentos dado ao povo pelo prefeito no IPTU. Político não tem vergonha na cara mesmo, cobra mesmo estando devendo!
 
Alexandre de Souza em 19/02/2014 18:33:44
O crime político-administrativo vem sendo cometido pelos Srs. Edis que recebem da Poder Executivo o duodécimo para, inclusive, o pagamento de alugueres e não o fizeram.
Deveriam questionar o Sr. Paulo Siufi que esteve na presidência da casa e também não pagou os alugueres.
 
ricardo rodrigues em 19/02/2014 18:03:09
Crime é vocês não pagarem o que devem... Já está um nojo esse negócio de Bernal (PP)!!!
Trabalhar que é bom nada... Essa conta já vem se arrastando faz muito tempo e ninguém falava nada de prefeito. Não gastei meu voto no Bernal, mas patifaria já passou dos limites e estão todos fechando os olhos para a "produtividade" dos senhores vereadores!!!!!
Se esse Mário Cesar tivesse vergonha na cara nem apareceria na foto...
 
Marcos Macedo em 19/02/2014 17:53:13
Se houvesse bôa administração, não seriam despejados!
 
Valter Oliveira em 19/02/2014 17:51:00
sera que vao ficar brigando e nao vao chegar um acordo sera que nao tem verba para construir um predio novo para camara sera que pagar aluguel e mais barato ou isso rende para alguem
 
antonio pereira em 19/02/2014 17:22:34
Mais de 8 anos dando o calote e agora vem me falar de crime politico?
 
Thiago Marques em 19/02/2014 16:33:29
Populaçao votante, manipulado pela compra de votos, comprovadas pela justiça e suspensa
por politicagem, vamos assistir esse bando de nao fazer nada para a melhoria, populaçao
vamos acompanhar e assistir o despejo.
 
Marcos Antonio Aroca. em 19/02/2014 16:31:00
As perguntas que ficam são as seguinte: Esta dívida de 13 milhões é referente aomente ao período em que Alcides Bernal está na prefeitura? Porque esta dívida não foi paga pela adm Nelson Trad? O executivo é quem responde pela dívida do legislativo, não existe repasse de verbas o "duodécimo"? e finalmente Se houve realmente uma devolução de verbas ao executivo no valor de 8 milhões este ato não foi demagogia (apenas para parecer que "sabe administrar") por parte do pres da câmara já que este era sabedor da dívida?
 
Antonio João em 19/02/2014 16:28:35
CRIME POLITICO?

O que vocês tem feito conosco, é o que?
 
CINTIA DUTRA em 19/02/2014 16:26:47
Como é que é? Que eu saiba, esta enrolação vem de muito tempo. O Bernal (não estou defendendo ele) nem era prefeito. E quem causou tudo isso não responde por nada?
Com 13 milhões, dá pra construir um bom prédio, terreno cheio de mato a prefeitura tem aos montes.
 
Regisnaldo Marin em 19/02/2014 16:19:47
A RODOVIÁRIA QUE NÃO FOI USADA PODE SER A CÂMARA E TAMBÉM A ANTIGA RODOVIÁRIA ESTA A DISPOSIÇÃO E O DINHEIRO QUE PAGARIA PARA FICAR ONDE ESTA PODE SER USADO PARA POSTOS DE SAÚDE E TERMINAR O HOSPITAL DE TRAUMAS NA SANTA CASA. UM LUGAR NO CABREIRA MAIS BEM LOCALIZADO.TEMOS TAMBÉM UM PRÉDIO NA JOSÉ ANTONIO COM BARÃO DO RIO BRANCO.UMA ÁREA EM FRENTE AO CMO ANTIGO COLÉGIO JOÃO FIGUEIREDO.SRS VEREADORES VAMOS CORRER POIS O TEMPO ESTA PASSANDO.E A CULPA É DOS SRS QUE FORAM REELEITOS E ESPERAVAM MOLEZA PORQUE O NELSINHO NÃO COMPROU ESSE PRÉDIO POR 8 ANOS DE MANDATO,ME EXPLIQUEM SOU POVO.PAC 1 PAC 2 E MAIS MUITO MAIS.NÃO VAMOS PAGAR COM NOSSOS IMPOSTOS ESSA CASA.
 
luiz carlos em 19/02/2014 16:04:29
O melhor local para os vereadores se instalarem é mesmo a antiga Rodoviária. Basta investir um pouco nas instalações e no entorno do prédio. Caso os senhores vereadores não concordarem, não tem importância. Afinal, o que eles fizeram por Campo Grande nos últimos 14 meses ?
 
Alberto Gaspar em 19/02/2014 16:01:17
O QUE MAIS ME SATURA E TER QUE FICAR VENDO ESSA LADAINHA TODO DIA,VOU REPETIR VCS SAO OS PIORES REPRESENTANTES QUE TIVEMOS ATE AGORA ,FICARAM O ANO TODO SO QUERENDO PUXAR O TAPETE DO BERNAL QUE E OUTRO QUE NAO GANHA MAIS ,NEM PRA PRESIDENTE DE GREMIO ESCOLAR PELO TANTO QUE TRABALHAM E GANHAM, O VIADUTO E O MELHOR LUGAR
 
JOAO BATISTA em 19/02/2014 15:11:42
Caloteiros, o que fizeram que desde de 2007 não pagaram o aluguel... enfiaram a onde esse dinheiro!
 
Etiene mendonça em 19/02/2014 15:04:10
Como assim crime politico administrativo? Se o caso se arrasta desde 2007, são 7 anos sem solução, ISSO É CRIME POLITICO INCOMPETENTE isso sim, se em 7 anos ninguem seja da camara ou da prefeitura conseguiu resolver o caso, me desculpem, mas as pessoas que estão ai não tem capacidade mental nem para atravessar uma rua.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 19/02/2014 14:59:29
Eu gostaria de entender o porquê da culpa ser do Bernal, como o nobre vereador Mário Cesar disse.

Os vereadores não pagam - deliberadamente - o aluguel há anos! A Prefeitura de Campo Grande teve prefeitos que se elegeram, se reelegeram e a culpa dos vereadores não pagarem o aluguel desde então até hoje, e nem haver um prédio público para abrigar a Câmara dos nobres vereadores, é do Bernal!

Sinceramente, não consigo entender.
 
Guaraci Mendes em 19/02/2014 14:39:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions