A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

16/11/2014 09:38

Equipe de transição irá visitar oito secretarias, além de Detran e Sanesul

Leonardo Rocha
Equipe de transição define a sua agenda para próxima semana, com visitas em secretarias e fundações (Foto: Ludyney Moura)Equipe de transição define a sua agenda para próxima semana, com visitas em secretarias e fundações (Foto: Ludyney Moura)

A equipe de transição do governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), irá visitar, nesta próxima semana, oito secretarias, três fundações, além do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), Sanesul (Empresa de Saneamento de MS) e Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de MS).

Na segunda-feira (17), os trabalhos começam a partir das 8h30, na Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), área em que o governador eleito já destacou ser uma das prioridades de seu mandato, principalmente no aumento do efetivo e a busca por recursos na região de fronteira. No período da tarde, a reunião será na SAD (Secretaria Estadual de Administração), a partir das 14h.

Já na terça-feira (18), a reunião começa na SED (Secretaria Estadual de Educação), às 8h30, com os responsáveis por esta transição, que deve ter como assunto principal, a proposta de Azambuja em relação a implantação de escolas integrais no Estado, que foi divulgada ao longo da campanha. Depois, a partir das 14h30, os trabalhos serão no Seop (Secretaria de Estado de Obras Públicas e Transporte) e Agesul (Agencia Estadual de Gestão de Empreendimentos).

Nesta pasta, o coordenador da equipe de Azambuja, Marcelo Miglioli, afirmou que devem ser discutidos os contratos firmados pelo governo, assim como as obras que estão em andamento e até o projeto do Aquário do Pantanal, que deve ser finalizado em 2015.

Na quarta-feira (19) as atividades começam na SEHAC (Secretaria de Estado de Habitação e das Cidades), no período da manhã, onde vão discutir os projetos voltados a habitação e os contratos que ficarão para o ano que vem. O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que irá terminar seu mandato com um saldo de entrega de 70 mil moradias.

No período da tarde, a partir das 14h30, a reunião será na Secretaria de Saúde, que segundo Azambuja, será a sua prioridade no começo da gestão, com o objetivo de regionalizar os atendimentos no Estado. Ele inclusive pretende fazer alterações no orçamento, enviando mais recursos para o setor ainda no projeto, que está em discussão na Assembleia.

Para quinta-feira (20) agenda começa a partir das 8h30, no Detran-MS e depois às 14h na Sanesul, que inclusive investiu durante este mandato de Puccinelli R$ 1 bilhão no setor, entre parcerias e convênios realizados com o governo federal.

Na sexta-feira (21), terminando as ações da semana, os encontros serão no auditório da governadoria, onde irão discutir de manhã as informações da Agepan, Fertel (Fundação Rádio e TV Educativa de MS), Fundação de Cultura e Fundesporte (Fundação do Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul). No período da tarde, às 14h, os trabalhos serão sobre a Subsecretaria da Mulher, assim como a Secretaria da Juventude e da Articulação e de Desenvolvimento Regional dos Municípios.

A equipe de Azambuja possui 15 nomes, entre eles Ademar da Silva Junior, Alessandro Menezes de Souza, Athayde Nery, Carlos Alberto de Assis, Eduardo Riedel, Felipe Mattos, João Bosco Martins, Luiz Alberto de Oliveira Azevedo, Marcio Monteiro, Marcia Cecília Amendola, Nelson Barbosa Tavares, Rose Modesto, Sérgio de Paula, Sílvio Cesar Maluf e o coordenador Ednei Marcelo Miglioli.

Já o grupo de Puccinelli é formado por Thie Higushi, que irá chefiar a equipe, do assessor da Casa Civil, Carlos Roberto de Marchi, o Neno, assim como do diretor geral de Orçamento da Semac (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, de Planejamento, de Ciência e de Tecnologia), Nelson Shiguenori Tshushima e do secretário-adjunto da Sefaz, André Cance.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions