ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 32º

Política

Evento na Colômbia é cancelado e Bolsonaro confirma presença em MS dia 13

Pedra fundamental da ponte estratégica sobre o Rio Paraguai, que vai ligar os dois países, volta a ter agenda

Por Gabriela Couto | 06/12/2021 11:15
Confirmação de agenda foi feita em encontro com representante do Ministério da Saúde na manhã de hoje, na governadoria. (Foto: Chico Ribeiro)
Confirmação de agenda foi feita em encontro com representante do Ministério da Saúde na manhã de hoje, na governadoria. (Foto: Chico Ribeiro)

Também foi confirmada na manhã desta segunda-feira (06), em reunião com o secretário Executivo do Minfra (Ministério da Infraestrutura), Marcelo Sampaio, que o presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL) estará em Mato Grosso do Sul na próxima segunda-feira (13).

O lançamento da pedra fundamental da ponte da Rota Bioceânica sobre o Rio Paraguai, entre os dois países, ligando Porto Murtinho a Carmelo Peralta, foi reagendado para a data. O evento tinha sido cancelado por conta de uma reunião do Prosul (Foro para o Progresso da América do Sul), na Colômbia, na mesma data.

No entanto, o encontro continental foi cancelado e, por isso, a cerimônia com a presença dos dois presidentes Mario Abdo Benítez, do Paraguai, e Jair Bolsonaro, do Brasil, está sendo reorganizado.

“A boa notícia que conversamos aqui é, já na semana que vem, a assinatura para a obra da ponte de Porto Murtinho, a Rota Bioceânica virando realidade por meio dessa ponte. É uma obra que está sendo feita em conjunto com a Itaipu”, declarou Sampaio.

A ponte é considerada a principal obra da Rota Bioceânica, levando desenvolvimento para os quatro países do trajeto (Brasil, Paraguai, Argentina e Chile), promovendo maior integração em diversas áreas e reduzindo as distâncias e o valor do frete das importações e exportações de produtos para o mercado asiático.

Além disso, a Rota Bioceânica vai transformar Mato Grosso do Sul em um hub (entroncamento) logístico, um verdadeiro centro de distribuição de mercadorias.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário