A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

13/02/2017 08:17

Governador debate rota bioceânica e gás natural com autoridades bolivianas

Mayara Bueno
Governador participa de evento em Corumbá, nesta segunda-feira (Assessoria - Sejusp)Governador participa de evento em Corumbá, nesta segunda-feira (Assessoria - Sejusp)

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), tem audiência com o embaixador da Bolívia, José Kinn Franco, em Corumbá, 419 km de Campo Grande. O assunto será caminhos da rota bioceânica e a utilização do gás boliviano pela usina termelétrica a gás natural, que será implantada em Ladário.

Segundo o Executivo Estadual, o encontro, que também reunirá outras autoridades, será realizado na prefeitura da cidade, a partir das 8h30.

Devem participar o prefeito Ruiter Cunha; o ministro de Obras Públicas, Serviços e Habitação da Bolívia, Milton Carlos Hinjosa; o coordenador-geral de Assuntos Econômicos da América do Sul/Ministério das Relações Exteriores, João Carlos Parkinson de Castro; e os secretários Jaime Verruck (Semade) e Marcelo Miglioli (Seinfra); além do diretor-presidente da MS Gás, Rudel Trindade.

No início deste ano, ocorreu a assinatura de um memorando de entendimento entre Paraguai e Bolívia, autorizando estudos que permitam a interconexão ferroviária entre os dois países. O objetivo é o acesso do Paraguai ao Oceano Pacífico, por meio de Peru, e da Bolívia ao Oceano Atlântico, via hidrovia Paraguai-Paraná.

Por isso, o governador Reinaldo se reúne com a embaixada e ministros da Bolívia para tratar da utilização da malha ferroviária como alternativa para o escoamento da produção sul-mato-grossense.

Ainda de acordo com o Estado, quanto ao gás boliviano pela usina termelétrica a gás natural, que será implantada em Ladário, o governo concedeu, em 24 de janeiro, a licença ambiental prévia para o grupo baiano GPE (Global Participações em Energia), que pretende investir R$ 900 milhões e gerar 500 empregos diretos, mais dois mil indiretos.

A visita do governador é para reiterar o fornecimento do gás diretamente da Bolívia, via ramal do gasoduto que passa por Corumbá.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions