A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/06/2015 15:35

Governo amplia em 60% convênio e entidades devem partilhar R$ 1,1 milhão

O número de organizações atendidas pelo governo passou 13 para 31

Michel Faustino e Lidiane Kober
Assinatura dos convênios foi realizada na tarde de hoje. (Foto: Fernando Antunes)Assinatura dos convênios foi realizada na tarde de hoje. (Foto: Fernando Antunes)

31 entidades filantrópicas de Mato Grosso do Sul serão beneficiadas com cerca de R$ 1,1 milhões em investimentos por mês do Governo do Estado. O convênio foi assinado na tarde de hoje (08), durante lançamento do projeto “Estreitando Laços”, pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e a vice-governadora e titular da Sedhast (Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), Rose Modesto.

Até a gestão passada, 13 entidades estavam conveniadas e, agora, o número passou a ser de 31 organizações atendidas pela Sedhast. Uma vez celebrado o convênio, recursos financeiros são repassados para auxiliar no funcionamento das estruturas.

Todas as entidades, segundo o governo, desenvolvem reconhecido trabalho voltado para a população sul-mato-grossense, com foco de atendimento, por exemplo, em crianças, idosos e pessoas com necessidades especiais.

“Manter os investimentos na assistência social é umas das nossas prioridades, desde que assuminos dobramos o número de beneficiados com o Banco Cidadão e Bolsa Universidade", destacou Reinaldo. "Neste sentido, a regra é gastar menos com o governo e mais com a população", emendou. "E, em época de crise, precisamos ser mais criativos para não deixar faltar aos mais necessitados”, concluiu.

A vice-governadora Rose Modesto destacou que houve uma necessidade de aumentar no número de entidades conveniadas, a fim de atender demanda reprimida. “O trabalho dessas organizações é extremamente importante para a construção de uma sociedade mais acolhedora e promove o desenvolvimento social desses grupos, muitas vezes, sem atendimento algum”, pontuou.

O coordenador do Centro de Integração da Crianças e Adolescente, que atende 200 crianças carentes no Bairro Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, em Campo Grande, enalteceu a ação do governo. “É a primeira vez que recebemos este repasse. Antes, o governo não nos ajudava porque tinha a ideia é de que isso é somente responsabilidade do município, e não é. Estamos muito felizes”, disse.

Segundo ele, a entidade foi contemplada com investimento de cerca de R$ 3 mil por mês. “Esse dinheiro vem em boa hora e vai ajudar muito na manutenção da entidade”, completou. Eles oferecem, em período contrário ao escolar, oficinas de circo, de arte, esperte, recreação, palestras e acompanhamento escolar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions