A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/06/2013 08:50

Governo estadual publica tabela de reajuste da Policia Civil

Leonardo Rocha
Deputado será o intermediador da classe com o governo em relação ao abono salarial (Foto: divulgação)Deputado será o intermediador da classe com o governo em relação ao abono salarial (Foto: divulgação)

O governo estadual publicou no diário oficial de hoje a tabela de reajuste e subsídios aos policiais civis de Mato Grosso do Sul. O executivo confirmou o auxílio alimentação no valor de R$ 100,00 reais para quatro categorias, entre elas Polícia Judiciária, Perito Oficial, Perito Papiloscopista e Agente de Polícia Científica.

O reajuste de 7% que já havia sido “acordado” com o sindicato também consta na publicação. Alexandre Barbosa, presidente da Simpol-MS (Sindicato da Polícia Civil de MS) já havia destacado que os policiais receberam o reajuste na folha salarial, estavam esperando apenas a publicação integral da tabela de rendimentos. “Cerca de 90% das reivindicações foram atendidas, a conversa está bem adiantada”, explicou.

O governo também concedeu abono salarial de R$ 100,00 a três categorias da policia civil: Perito Papiloscopista, Agente de Polícia Científica e Perito Oficial Forense. Esta questão é única em que os policias ainda não entraram em acordo com o executivo. Para a Simpol, este abono salarial deve ser estendido a todos os policiais, no entanto na primeira tentativa, este pedido foi rejeitado pelo governador.

Os policias irão hoje até a Assembleia Legislativa pedir que o deputado estadual Jerson Domingos, presidente da Casa de Leis, seja o “intermediador” da classe junto ao governo estadual. “Esta proposta partiu do legislativo, por isso o deputado ficou de convencer o governador em relação ao abono, estamos confiantes que esta reivindicação seja atendida”, explicou ele.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


Acordo? Que acordo? Não houve acordo firmado com o GOVERNO!!!
 
Francisco Lima em 26/06/2013 10:54:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions