A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/06/2016 13:03

Há 2 meses afastada, deputada ainda aguarda liberação médica para voltar a MS

Michel Faustino e Leonardo Rocha
A deputada Antonieta Amorim (PMDB) se recupera de cirurgia de aneurisma em São Paulo. (Foto: Divulgação/ALMS).A deputada Antonieta Amorim (PMDB) se recupera de cirurgia de aneurisma em São Paulo. (Foto: Divulgação/ALMS).

Se recuperando de uma cirurgia de aneurisma em São Paulo, a deputada estadual e ex-primeira-dama de Campo Grande, Antonieta Amorim (PMDB), ainda aguarda liberação médica para voltar ao Estado. Antonieta está afastada da Assembleia há pouco mais de dois meses e caso ela não retorne aos trabalhos até o dia 2 de agosto o regimento prevê a convocação do suplente para assumir temporariamente sua vaga.

Segundo informações do chefe de gabinete de Antonieta, Edson Makmori, a deputada responde bem ao pós-operatório, entretanto por recomendação médica ela está proibida de viajar de avião e uma viagem de carro até Campo Grande, por conta da distância, não é aconselhada.

Outro empecilho é quanto a periodicidade do acompanhamento médico que está sendo feito por um especialista, pelo menos uma vez por semana. “Mesmo que ela (deputada) retorne para Campo Grande ela terá que voltar para São Paulo pelo menos uma vez por semana para passar por avaliação média. Esse processo seria muito desgastante”, ressalta Makmori.

Desde o início do ano a deputada tem reclamada de dores de cabeça e nos olhos, supostamente por conta de uma sinusite. Em abril, ela viajou para São Paulo para realizar uma série de exames no hospital Albert Eisntein, onde foi diagnosticado um aneurista cerebral. Antonieta precisou ser submetida com urgência por um procedimento cirúrgico e está ausente do trabalho legislativo desde então.

O Art. 8, inciso 3º, do regimento interno da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul – prevê que, caso o deputado tenha que se ausentar por mais de 120 dias por questões de saúde, o suplente deve ser convocado para assumir temporariamente a vaga. No caso de Antonieta, o prazo finda-se no dia 30 de julho, mas ela tem até a sessão do dia 2 de agosto para retornar. Caso ela não volte, assume a suplente Délia Rasuk (PR).

O Campo Grande News tentou entrar em contato com Antonieta, porém ela não atendeu as ligações e nem retornou até o fechamento da matéria.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions