A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

03/04/2018 07:50

Imposição do nacional provoca debandada de deputados do PR de MS

Corrêa e Grazielle se insurgiram contra decisão que aproxima partido de apoio a Puccinelli

Aline dos Santos
Paulo Corrêa deve se filiar ao PSDB no fim da manhã desta terça-feira. (Foto: Victor Chileno/ALMS)Paulo Corrêa deve se filiar ao PSDB no fim da manhã desta terça-feira. (Foto: Victor Chileno/ALMS)

Os deputados estaduais Grazielle Machado e Paulo Corrêa, ambos do PR, deixaram a sigla após se recusarem a cumprir ordem da direção nacional do partido, que defende a candidatura de Edson Giroto e o apoio ao projeto eleitoral do ex-governador André Puccinelli (MDB).

“Foi uma decisão do PR nacional que, infelizmente, o PR do Mato Grosso do Sul não concordou”, afirma Grazielle. Ela não detalhou o teor da decisão nacional e não revelou o novo partido “Estamos em busca do melhor lugar para que a gente se acomode. Buscar um caminho novo”, diz a deputada.

Ainda de acordo com ela, o ex-deputado Londres Machado deixou a presidência do PR, mas segue no partido. Agora, o Partido da República fica sem representante na Assembleia Legislativa.

A reportagem apurou que o destino de Grazielle é o PSD, com a chancela de Marquinhos Trad, prefeito de Campo Grande e liderança do PSD e do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Já Paulo Corrêa se filia às 11h30 de hoje (dia 3) ao PSDB, com o aval do governador Reinaldo Azambuja. Na manhã desta terça-feira, o comando tucano se restringiu a dizer que a filiação está próxima.

“Está muito próximo desse desfecho. Existe uma insatisfação dele [Corrêa] no partido atual e existe uma tendência muito forte da vinda dele para o PSDB”, diz o deputado estadual Beto Pereira, presidente estadual do PSDB.

A troca de partidos para políticos com mandato é liberada até 7 de abril, quando termina o prazo da janela partidária.

Poder na cúpula – Investigado na operação Lama Asfáltica e com várias passagens pela cadeia, Edson Giroto é ex-deputado federal e chegou a ocupar, antes das denúncias de corrupção, o posto de secretário executivo do Ministério dos Transportes, o segundo cargo mais importante na hierarquia do ministério. A passagem por Brasília deixou boas relações com o comando do PR.

Giroto tem "disparado" telefonemas para lideranças avisando do seu desejo de ser candidato e do seu apoio a candidatura do ex-governador André Puccinelli. Projeto que tem o apoio da direção nacional do PR. 

Grazielle afirma que busca novo caminho. Reportagem apurou que ela vai para o PSD. (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)Grazielle afirma que busca novo caminho. Reportagem apurou que ela vai para o PSD. (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)
Londres Machado deixou o comando do PR. (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Londres Machado deixou o comando do PR. (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions