A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/05/2011 09:00

Jerson diz que escolha de conselheiro do TCE espera "start" de Puccinelli

Marta Ferreira e Ítalo Milhomem
Jerson Domingos: falta André dar o start para preencher vaga no TCE. (Foto: João Garrigó)Jerson Domingos: falta André dar o "start" para preencher vaga no TCE. (Foto: João Garrigó)

Falta o “start” (palavra em inglês que significa começo) do governador André Puccinelli (PMDB) para que seja iniciado o processo definindo quem vai ocupar a vaga de conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado), aberta há 80 dias, com a morte da conselheira e ex-deputada Celina Jallad.

Foi o que disse esta manhã o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Jerson Domingos (PMDB), ao explicar o porque de o Legislativo estar demorando tanto para fazer a indicação. Jerson participa de solenidade de formatura de soldados da Polícia Militar, onde também está o governador.

Jerson disse que seria “hipócrita” se disse que o processo não passa pelo governador do Estado, que tem maioria absoluta na Assembleia, além de ser a principal liderança do partido mais poderoso hoje no Estado, o PMDB.

Segundo ele, o governador pediu pelo menos mais uma semana para que seja dada a largada para definir o novo conselheiro.

Conforme o presidente da Assembleia, não há consenso ainda sobre um substituto para Celina. “ Se houvesse esse consenso, o nome já teria sido apresentado”.

Nomes cogitados - O parlamentar disse que não é possível ainda definir se a vaga será ocupada por um deputado, por exemplo. Os dois mais cotados para o posto são o deputado Antônio Carlos Arroyo (PR) e a senadora Marisa Serrano (PSDB).

Se Marisa for a escolhida, abriria caminho para a posse como senador do empresário Antônio Russo, suplente dela. Mesmo dizendo que o processo não começou, Jerson confirmou uma conversa com Russo na semana passada, no gabinete do governador, convocada por Puccinelli, mas disse que a pauta não teve relação com a vaga no TCE, e sim com outros assuntos políticos.



SERÁ QUE ESSE POVO, NÃO TEM MAIS O QUE FAZER, FICAM DISCUTINDO SOBRE QUEM VAI ASSUMIR ESSE TAL DE TCE, GRANDE COISA, TÃO BRIGANDO PARA VER QUEM GANHA MAIS, NÃO ESTÃO NEM UM POUCO PREOCUPADOS COM O POVÃO, APENAS NO BEM-ESTAR DELES PRÓPRIOS. CAMBADA DE DESOCUPADOS.
 
ILSA RITA MARINHO em 18/05/2011 12:35:34
Isso é por que a Constituição diz que existem três poderes independentes, mas pelo jeito são todos dependente, são apenas representantes do executivo, pois não fazem nada sem a autorização do chefe (Executivo). Belo representantes que o povo tem.
 
Rose Andrade em 18/05/2011 11:00:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions