A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

08/10/2013 15:56

Jerson Domingos diz que acordo do PT com PSDB em 2014 seria “tiro no pé”

Zemil Rocha
Para Jerson, a tendência é PT e PMDB firmarem acordo em 2014 (Foto: arquivo)Para Jerson, a tendência é PT e PMDB firmarem acordo em 2014 (Foto: arquivo)

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jerson Domingos (PMDB), descrê na possibilidade de o PT fechar acordo com o PSDB para lançar Delcídio do Amaral como candidato a governador e Reinaldo Azambuja a senador. “Usar da credibilidade do Delcídio para eleger senador da oposição é dar tiro no pé”, argumentou o peemedebista.

Há, segundo Jerson, uma natural dificuldade política de entendimento entre PT e PSDB em razão do conflito nacional que se estabeleceu entre as duas legendas. “Respeito o Reinaldo; é meu irmão; mas a nível nacional o PT não aceitaria eleger um senador da oposição”, argumentou.

Embora o PMDB tenha lançado Nelsinho Trad como seu pré-candidato a governador, Jerson Domingos continua até hoje acreditando que será firmado um acordo eleitoral entre PMDB e PT no ano que vem. “Tudo leva a crer na aliança do PMDB com o PT. Insisto, acredito que vai prosperar”, apontou.

Para Jerson, o governador André Puccinelli delegou ao Nelsinho viabilizar sua candidatura à sucessão, mas sem dar garantia de que ele irá disputar o cargo em qualquer circunstância. “Tem de buscar alianças. Se não conseguir viabilizar, é candidatura frustrada e continuando no PMDB deve acompanhar os demais companheiros”, opinou.

No cenário de aliança entre PMDB e PT, defendido por Jerson, a chapa majoritária ideal teria a seguinte composição: Delcídio do Amaral para cabeça de chapa; e Simone Tebet para a vaga do Senado. “Acho que a vaga de vice fica em aberto para futuras composições”, disse. Para ele, Reinaldo Azambuja seria até uma boa opção para vice, mas no PT nacional não aceitaria.

Tribunal de Contas – O deputado Jerson Domingos voltou a dizer hoje que sua pretensão é ir para o Tribunal de Contas no final do ano que vem na vaga do atual presidente do órgão, conselheiro Cícero de Souza, que se aposentará no dia 2 de novembro de 2014.

Confessou ainda que sua irmã, Tereza Name, deve ser candidata a deputada estadual no ano que vem. “Não serei candidato a deputado e a Teresa é sim candidata a uma vaga na Assembleia”, afirmou.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions