ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 24º

Política

Juros de consignados não poderão ultrapassar 2%, diz governador

Por Fabiano Arruda e Carlos Martins | 05/12/2012 11:54
Puccinelli disse que medida é para proteger servidor de ser explorado. (Foto: Rodrigo Pazinato)
Puccinelli disse que medida é para proteger servidor de ser explorado. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou, nesta quarta-feira, que o Estado determinará teto de 2%, de juros ao mês, para bancos que se credenciarem a atuar com empréstimos consignados a servidores público estaduais a partir de janeiro.

“Dois por cento e acabou”, declarou, dizendo que a medida é para proteger o servidor de ser explorado.

Além disso, Puccinelli comentou que as instituições financeiras que se habilitarem a atuar com o serviço devem cumprir normas. Ele disse duvidar que os bancos estejam prontos para operar os consignados a partir do começo do ano.

Neste ano, decisões do STF (Supremo Tribunal Federal), Banco Central e Cade (Conselho Administrativo de Direito Econômico) determinaram o fim da exclusividade em empréstimos consignados.

Em Mato Grosso do Sul, o Banco do Brasil operava sozinho na concessão dos serviços aos servidores públicos estaduais.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário