A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

26/07/2016 10:39

Justiça dá 5 dias para Câmara se manifestar antes de decidir se derruba CPI

Mayara Bueno
Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Câmara Municipal)Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Câmara Municipal)

A Justiça deu prazo de cinco dias para a Câmara Municipal de Campo Grande se manifestar a respeito do pedido de suspensão da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que apura o sumiço de 32 mil doses de vacina contra a H1N1. Duas servidoras da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), que foram chamadas para depor no colegiado, ingressaram com uma ação tentando barrar as investigações ou somente as ações que referentes à convocação delas.

Antes de decidir se aceita ou não o pedido, o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) mandou notificar a casa de leis, para que ela se posicione. As funcionárias públicas Cássia Tiemi Kanaoka e Léia Cristina Oliveira de Souza alegam que não houve qualquer processo formal na convocação delas, nem justificativas, por parte de membros da CPI. O pedido é que o colegiado seja suspenso até que os membros apresentem os documentos da convocação.

No caso da convocação de Léia, por exemplo, não teria sido apontada se ela foi chamada como investigada ou testemunha, o que dificultaria o processo de defesa da servidora, argumenta a ação. Já em relação à Cássia, a ação cita a audiência, marcada para 8 de julho, em que ela não compareceu. Argumenta que, neste caso, a intimação para ir à reunião sequer teria sido entregue à servidora pública.

Até o momento, os vereadores da CPI já realizaram oitivas e concluíram que as doses enviadas pelo Ministério da Saúde para a campanha contra o vírus Influenza foram suficientes para cobrir os grupos de risco, ao contrário do que alega a Prefeitura de Campo Grande.

Gerente de imunização tira licença por estresse e falta a CPI das Vacinas
A gerente técnica do setor de imunização da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Cássia Tiemi Kanaoka, faltou a audiência da CPI (Comissão Parlamen...
Polícia checa denúncia de venda de vacinas na Mata do Jacinto
Policiais militares do 1º Distrito da Capital estiveram em residência do bairro Mata do Jacinto, região norte da cidade, para conferir denúncia de co...
Justiça Federal determina que bens de ex-prefeita sejam bloqueados
Cinco pessoas, entre elas a ex-prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura, estão na lista em que a Justiça Federal determina o bloqueio de bens sob acusaç...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions