A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/02/2009 07:01

Justiça de Coxim pede sequestro de bens de ex-servidora

Redação

A justiça determinou o sequestro de bens moveis e imóveis da ex-funcionaria da prefeitura de Coxim, a 266 quilômetros de Campo Grande, Jorcelene de Fátima Silva Chagas, acusada de desvio de dinheiro público.

A decisão assinada pela juíza Helena Alice Machado Coelho pede ainda o bloqueio de valores depositados em nome da ex-funcionária pelo desvio de cerca de R$ 116 mil na gestão do ex-prefeito Oswaldo Mochi Junior (PMDB).

Conforme a denúncia movida pelo MPE (Ministério Público Estadual) Jorcelene usava da atribuição de conselheira do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério), para desviar dinheiro público para contas em seu nome.

A fraude foi descoberta por um gerente da Caixa Econômica Federal que percebeu rasura em um cheque emitido pelo Funbdef. Para não levantar suspeitas, a ex-conselheira preenchia os cheques nominais aos credores do fundo, geralmente a Previdência Municipal, recolhia as assinaturas da secretária de Educação e do contador e prestava contas aos demais conselheiros.

Depois de fotocopiar as lâminas e arquivar, ela cobria o nome do beneficiário e colocava o próprio nome. Em seguida, depositava os cheques em duas contas correntes de sua titularidade. (Com informações do Edição de Notícias)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions