ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  03    CAMPO GRANDE 23º

Política

Justiça suspende e dá acesso a detalhes de coleta de pesquisas eleitorais

Medidas foram autorizadas pelo juiz eleitoral Marco Antônio Montagnana Morais nesta terça-feira

Por Nyelder Rodrigues | 27/10/2020 20:39

Duas pesquisas eleitorais foram alvo de ações eleitorais no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) em Maracaju - cidade localizada a 160 km de Campo Grande. Uma delas, feita pelo instituto London Pesquisas, chegou a ser suspensa.

O pedido de suspensão foi feito pela coligação encabeçado por Marcos Calderan (PSDB), que alega constarem no estudo bairros inexistentes em Maracaju, além de explícito erro amostral e de metodologia de coleta e aferição.

"Ressalta-se que a presente análise limita-se ao pedido liminar e não se refere ao mérito da presente impugnação propriamente dita", frisa o juiz eleitoral Marco Antônio Montagnana Morais na decisão, determinando a suspensão da divulgação.

Já outra pesquisa, do Instituto Ranking, foi alvo de pedido de aberto de detalhes de sua coleta e cálculos pela chapa em que Lenilso Carvalho (MDB) concorre à prefeitura. A pesquisa foi realizada entre os dias 16 e 19 de outubro.

"No caso em tela, além da legitimidade do requerente, restou evidente a pertinência do pedido com acorpo normativo elencado. Também, não há que se falar em preservação do sigilo dos dados da pesquisa eleitoral", frisa o mesmo juiz eleitoral.

Assim, o MDB de Maracaju deverá ter acesso em até dois dias após a intimação do instituto aos dados obtidos para sua fiscalização, sabendo a identificação dos entrevistadores, os meios de escolhas de planilhas indiviais, mapas, entre outros. Os dados dos ouvidos pela pesquisa, se assim houver, serão preservados.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário