A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Abril de 2018

11/05/2017 11:08

Lama Asfáltica se restringe ao governo de Puccinelli, afirma PF

Investigação apontou prejuízos de R$ 150 milhões, fraude de licitação e superfaturamento

Mayara Bueno
Puccinelli logo após colocar tornozeleira eletrônica (Foto: André Bittar)Puccinelli logo após colocar tornozeleira eletrônica (Foto: André Bittar)

A Operação Lama Asfáltica se restringe à gestão anterior do governo do Estado, afirmaram a PF (Polícia Federal) e CGU (Controladoria-Geral da União), que, concedem coletiva de imprensa para detalhar a quarta fase da ação, a Máquinas de Lama.

Nesta quinta-feira (11), são cumpridos 44 mandados de condução coercitiva, prisão preventiva e de documentos. A investigação aponta prejuízo de R$ 150 milhões.

Como resultado da operação, foi cumprido mandado de busca no apartamento do ex-governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), que foi levado para prestar depoimento na sede da PF. Como alternativa à prisão, o ex-chefe do Executivo Estadual teve de colocar uma tornozeleira.

Os investigadores foram questionados se a atual administração estadual são alvos da apuração. Eles afirmam que o foco está na gestão anterior, mas que a investigação se realimenta e o que foi apreendido agora poderá indicar outros caminhos ou chegar a um fim.

Resumo - Durante a operação, foram presos André Cance, ex-secretário-adjunto da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), o dono da gráfica Alvorada, Micherd Jafar Junior.

No interior, mandados foram cumpridos na sede da Eldorado Brasil em Três Lagoas e também nas cidades de Porto Murtinho e Nioaque. Policiais também vasculharam empresas em São Paulo e Curitiba.

André Puccinelli prestou depoimento pela manhã e deixou a sede da PF (Polícia Federal) em uma das viaturas para colocar uma tornozeleira eletrônica como medida cautelar alternativa à prisão. Também foi arbitrada fiança de R$ 1 milhão que o ex-governador não tem como pagar por ter os bens bloqueados pela Justiça, segundo o advogado dele, Renê Siufi.

Puccinelli também deverá ficar em Campo Grande e só pode viajar com autorização da Justiça. A PF também identificou superfaturamento em obras de quatro rodovias e no Aquário do Pantanal.

Além disso, durante o início da manhã, a polícia encontrou munições na casa do Proprietário da H2L Soluções, Rodolfo Holsback. Ele foi detido e está prestando depoimento na sede da Polícia Federal nessa manhã.

Também há nove mandados de condução coercitiva, 32 de busca e apreensão, além do sequestro de valores nas contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas.

Delegado da PF, Cleo Mazzotti, em coletiva de imprensa. (Foto: Marcos Ermínio).Delegado da PF, Cleo Mazzotti, em coletiva de imprensa. (Foto: Marcos Ermínio).


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions