A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/01/2008 14:17

Lino Oviedo defende integração do Mercosul junto a Lula

Redação

O candidato à presidência do Paraguai, general reformado Lino Oviedo, visitou na quinta-feira, dia 17, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para apresentou um projeto para a integração física dos países do Mercosul. Segundo o candidato, o objetivo é trabalhar pela consolidação do Mercosul facilitando a integração dos países do bloco.

Entre as estratégias para obter a integração está a construção de uma estrada que ligaria o Pacífico e o Atlântico, passando por Mato Grosso do Sul, Paraná e Mato Grosso, além do norte da Argentina, do centro e do norte do Chile, da Bolívia e do Paraguai.

Oviedo disse que concorda com Lula em que a integração é a chave para a região, e deverá estender-se do Mercosul ao resto da América do Sul e, posteriormente, ao resto da América Latina.

Oviedo defendeu a integração sul-americana e propôs uma cooperação maior entre Itaipu, a represa argentino-paraguaia de Yacireta e o Corpus, um projeto da Argentina e do Paraguai sobre o Rio Paraná.

O candidato agradeceu ao governo pelos 18 meses que permaneceu detido por conta de um pedido de extradição da Justiça paraguaia, que o acusava de instigar uma tentativa de golpe em 1996. Ele foi condenado a dez anos de prisão por um tribunal militar, mas a sentença e as próprias acusações foram retiradas em setembro de 2007 pela Justiça civil, que determinou que não houve tentativa de golpe.

Durante a reunião com Lula, Oviedo não falou sobre a revisão do tratado que rege a represa de Itaipu, defendida pelo ex-bispo Fernando Lugo, um de seus principais concorrentes nas eleições do próximo dia 20 de abril. Ele afirmou que este não é o momento oportuno.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions