A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/08/2015 18:47

Londres e Giroto definem filiação de Délia Razuk e PR deve disputar prefeitura

Caciques do partido almoçaram nesta quarta-feira com vereadora douradense, que aguarda janela eleitoral para deixar PMDB

Helio de Freitas, de Dourados
A vereadora Délia Razuk confirmou que vai deixar PMDB e se filiar ao PR de Londres e Giroto (Foto: Divulgação)A vereadora Délia Razuk confirmou que vai deixar PMDB e se filiar ao PR de Londres e Giroto (Foto: Divulgação)

A vereadora Délia Razuk, por duas eleições consecutivas a mais votada para a Câmara de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, vai mesmo trocar o PMDB pelo PR para disputar a prefeitura da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul nas eleições de 2016.

A mudança de partido foi definida nesta quarta-feira, em almoço em sua residência com os dois principais caciques do Partido da República em Mato Grosso do Sul, o presidente do diretório, Edson Giroto, e o vice-presidente, Londres Machado.

Délia Razuk confirmou na tarde desta quarta que deve mesmo se filiar ao PR, mas antes vai se reunir com seu grupo político para anunciar a decisão. Ela também aguarda a “janela” da Justiça Eleitoral para poder trocar de partido sem correr o risco de perder o mandato por infidelidade partidária.

Em outubro de 2010, na época presidente da Câmara, Délia assumiu a Prefeitura de Dourados interinamente por quatro meses, após a renúncia do então prefeito, Ari Artuzi (morto de câncer, em 2013). Ela entregou o comando da cidade em fevereiro de 2011 ao atual mandatário, Murilo Zauith (PSB).

Segunda baixa – A saída de Délia Razuk do PMDB é a segunda baixa de peso nos quadros do partido em Dourados em menos de dois meses. Em junho, o ex-deputado federal Marçal Filho também deixou a legenda de André Puccinelli e se filiou ao PSBD, a convite do governador Reinaldo Azambuja.

A saída de Délia e de Marçal deixa o caminho livre para o deputado federal Geraldo Resende ser o nome do PMDB para disputar a prefeitura. Recentemente, ele disse ao Campo Grande News que não abre mão da vaga e que não vai aceitar que “forças políticas” da Capital definam mais uma vez os rumos da eleição em Dourados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions