A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

01/10/2014 00:25

Longe de candidatos, assessores acompanharam fuga de confronto em debate

Kleber Clajus
Com pouco acesso ao estúdio, fotógrafos sofreram para registrar último debate antes das eleições no domingo (Foto: Marcelo Victor)Com pouco acesso ao estúdio, fotógrafos sofreram para registrar último debate antes das eleições no domingo (Foto: Marcelo Victor)

Assessores e imprensa acompanharam em salas separadas e com reforço de segurança debate realizado, na noite de quinta-feira (30), pela afiliada sul-mato-grossense da TV Globo. O evento não contou nem mesmo com apoio popular no entorno da emissora, localizada no Jardim TV Morena, em Campo Grande. No último embate antes das eleições, marcadas para domingo (5), houve fuga do confronto entre os líderes nas pesquisas com perguntas mais direcionadas aos candidatos de partidos “nanicos”.

Fotógrafos foram os que mais sofreram com as rígidas regras de acesso que disponibilizaram cerca de dois minutos para registrar todos os candidatos no estúdio. Os repórteres, por sua vez, só conseguiram declarações dos cinco candidatos no final do evento, por volta das 23h.

Reinaldo Azambuja (PSDB) e Sidney Melo (PSOL) foram os únicos a levar as esposas para reforçar o time. O tucano foi acompanhado ainda por profissionais de marketing da campanha, mesma estratégia adotada por Nelsinho Trad (PMDB) e Delcídio do Amaral (PT), o último com assessoria jurídica de Newley Amarilla para recorrer em caso de ataques. Enquanto isso, o candidato do PSOL preferiu a companhia de candidatos do partido, assim como Evander Vendramini (PP).

No curto espaço de acesso, os candidatos demonstraram tranquilidade quanto ao embate, que só teve ritmo mais acelerado no terceiro de quatro blocos. Durante a transmissão, de 1h40, foram abordados temas como questão indígena, turismo, carga tributária, situação prisional e saneamento básico.

Unânimes, os cinco candidatos ainda avaliaram o debate como “equilibrado” e foram cautelosos quanto a uma possível definição no primeiro turno, que ocorre no domingo (5).

Entre os três candidatos melhor posicionados nas pesquisas, Delcídio disse não possuir essa “ousadia” e esperar os resultados das urnas, enquanto Azambuja aposta em “eleição de dois turnos” e Nelsinho prevê “surpresa muito grande”.

Alerta – Mediador do debate, o jornalista Carlos Monforte explicou momentos antes do início da transmissão que os cinco candidatos deveriam se ater a uma “discussão útil”, longe de ofensas e grosserias que tomassem o tempo das propostas.

Testando – Já na hora de testar os microfones, apenas Evander se confundiu e, insistentemente, mostrava os dedos que compõe seu número nas eleições sem falar uma palavra. Já Azambuja e Sidney disseram em alto e bom tom número da sigla, enquanto Delcídio recorreu ao futebol dizendo “São Paulo campeão brasileiro” e Nelsinho citou “debate TV Morena”.

Mal na foto – Na hora da foto, o improvável. Um cinegrafista da afiliada da Globo entrou na frente de cada candidato para revolta dos fotógrafos. Um deles, que acompanhava o candidato do PSOL, quando chamado para foto chegou até a esquecer de colocar cartão de memória na máquina.

Holyfield? – Um dos raros momentos de riso, ao menos na sala de imprensa, foi quando Delcídio se referiu ao candidato progressista como Evander Holyfield, em menção a pugilista americano famoso na década de 90, para cobrar propostas ao setor penitenciário. Minutos depois da declaração assessor do petista levou “ puxão de orelha” da esposa do candidato pela frase.

Bronzeado – Ao contrário dos demais candidatos, as carreatas contribuiram para que o candidato Nelsinho Trad mudasse de cor durante a campanha. Visivelmente mais bronzeado, o peemedebista foi alvo de comentários em redes sociais que diziam que ele estava muito diferente do que nas fotos de panfletos e santinhos.

Chegadas e partidas – Simpatizantes das campanhas só apareceram mesmo no início e fim do debate. Azambuja chegou com grupo de 150 pessoas com bandeiras, enquanto Delcídio foi recepcionado no final com carreata de cerca de 15 carros para ir até o comitê de campanha.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions