A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

17/03/2019 18:15

Manifestação pediu apoio à Lava Jato e repudio à decisão do STF

Protesto foi contra a decisão do STF em que crimes de corrupção, que tenham denúncias de caixa 2, devem ser investigados pela Justiça Eleitoral

Leonardo Rocha
Manifestação ocorreu em frente ao MPF e no canteiro da Avenida Afonso Pena (Foto: Leonardo Rocha)Manifestação ocorreu em frente ao MPF e no canteiro da Avenida Afonso Pena (Foto: Leonardo Rocha)

Fazendo parte das manifestações nacionais, Campo Grande também teve seu protesto em favor da Operação Lava Jato e de repúdio à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que resolveu que crimes de corrupção, que tenham também denúncia de caixa 2, devem ser investigados pela Justiça Eleitoral e não pela comum.

Na Capital, os manifestantes se reuniram na frente da sede do MPF (Ministério Público Federal), assim como no canteiro da Avenida Afonso Pena. Um trio elétrico fez parte do evento, que teve pessoas com faixas e bandeiras, além da tradicional camiseta amarela. A organização fez discursos sobre o tema, além de cantar o hino nacional e pedir para que apoio dos carros que passavam no local.

Uma das organizadoras do evento, Sirlei Ratier, disse que o ato foi organizado nos últimos dias, por meio de reuniões dos movimentos de rua, e depois divulgado nas redes sociais. A intenção é permanecer no local até às 19h, sem fazer caminhadas pelas ruas, porque como foi de “última hora”, não deu tempo de buscar autorização.

“Nosso movimento é de repúdio ao STF, que retirou da Justiça Federal a competência de investigar os casos de corrupção e lavagem de dinheiro, o que na prática é uma tentativa de acabar com a Operação Lava Jato. Não podemos aceitar isto calados”, disse Ratier.

O ato tinha várias faixas dizendo “Moro suspenda a decisão do STF”, “Viva a Lava Jato”, “Fora STF e Fora Gilmar Mendes”, assim como “Ministros Honrem seus trabalhos, Pizza Jamais”. O evento segue o mesmo padrão de várias manifestações que ocorreram neste domingo em todo Brasil, com a intenção de criticar a decisão do STF.

Ato teve trio elétrico e muitas faixas de críticas ao STF (Foto: Leonardo Rocha)Ato teve trio elétrico e muitas faixas de críticas ao STF (Foto: Leonardo Rocha)

Combate à corrupção – Os manifestantes ouvidos pelo Campo Grande News disseram que o grande temor é que esta decisão do Supremo possa “enfraquecer” o combate a corrupção no Brasil, retirando poderes da justiça comum, que na opinião deles, conseguiu desarticular esquemas e prender corruptos nos últimos anos.

“Nosso objetivo é manter a luta contra corrupção, por um Brasil melhor, neste pensamento todos temos que colaborar. A decisão do STF por ter um efeito ambíguo e ficou parecendo algo duvidoso”, disse o estudante Luiz Pereira, de 23 anos, que até confeccionou sua própria bandeira para o evento.

A empresária Maria Tereza Ferreira, 60, disse que a decisão do Supremo vai “retroceder” a luta contra corrupção, retirando a força da Operação Lava Jato. “A Justiça Federal conseguiu desvendar situações escondidas e descortinou vários movimentos de corrupção, não podemos voltar para trás”.

Para a cabeleireira Josefa Fátima Oliveira, 65, precisa se resgatar a “dignidade” do País, para não se transformar no futuro em uma Venezuela. “Foi uma decisão criminal do STF”.

O deputado estadual Renan Contar (PSL), também participou do evento e disse que a manifestação era legítima. “Não pode regredir no combate à corrupção, esta decisão (STF) pode atrapalhar e retroceder investigações que estão em curso”.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions