A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/02/2009 16:45

Marisa condena campanha antecipada em momento de crise

Redação

A senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) condenou hoje o fato de o governo Lula estar se preocupando muito mais com a campanha eleitoral de 2010 do que com a crise econômica que se instalou no País.

"O governo deveria, neste momento, se preocupar mais com a gravidade da crise econômica do que com campanha eleitoral", declarou em Campo Grande, durante inauguração de escola de tempo integral.

De acordo com a senadora, "está havendo uma inversão de valores".

"O momento é de trabalhar, a campanha eleitoral só deve começar em 2010", enfatizou.

Para Marisa Serrano, o presidente Lula está "percorrendo perigosamente o caminho da ilegalidade à medida que promove gastos públicos para apresentar a sua candidata a presidente pelo País afora".

Neste sentido, segundo a tucana, o governo "distorce a ética e desrespeita a sociedade, criando um ambiente festivo num momento que se deve agir com sobriedade".

A senadora observou que os índices de desemprego estão crescendo, a produtividade industrial está caindo, e o setor financeiro está inseguro.

"Mesmo assim, entre as medidas anunciadas e os fatos concretos acontecendo, há um espaço imenso sendo ocupado pelo chamado markenting do otimismo", alfinetou.

Marisa afirmou ainda que Lula deve passar para a sociedade "realismo e segurança" e mostrar a coerência das medidas necessárias para debelar ou reduzir os impactos da crise.

A senadora disse também que a campanha eleitoral antecipada não é a melhor maneira de encaminhar soluções para a crise.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions