A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/09/2015 16:26

Mesmo sem querer PMDB já emplaca dois cargos federais em MS

Antonio Marques
Celso Martins vai comandar a Superintendência de Agricultura (Foto: Divulgação)Celso Martins vai comandar a Superintendência de Agricultura (Foto: Divulgação)

O PMDB já emplacou dois cargos federais em Mato Grosso do Sul. O primeiro nomeado foi o engenheiro agrônomo Celso de Souza Martins para comandar a Superintendência Federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no estado. A próxima nomeação será a do ex-deputado federal AkiraOtsubo para a Superintendência do Ministério da Pesca e Aquicultura.

Os deputados federais e senadores do partido em Mato Grosso do Sul tem declarado publicamente que o PMDB não pediria cargo federal. Mas com essas nomeações fica evidente que na prática o discurso não é o mesmo e o partido permanece firme na base do governo Dilma Rousseff (PT).

Celso de Souza Martins é servidor concursado do Mapa (Ministério da Agricultura) há oito anos, ele já foi secretário estadual de Agricultura (de 1995 a 1996) e de Meio Ambiente, no período de 1996 a 1998.

Akira Otsubo iniciou carreira política como vereador em Três Lagoas em 1970, onde permaneceu até 1983. Neste mesmo ano assumiu como deputado estadual na Assembleia Legislativa. Por sete vezes foi reeleito para o cargo, ficando até o final de 2010, quando foi eleito deputado federal, assumindo na Câmara Federal no ano seguinte e ficou até o ano passado, quando desistiu de concorrer a reeleição.

Na Câmara dos Deputados atuou na Comissão de Fiscalização e Controle Financeiro, por sua experiência pessoal, uma vez que foi agente fazendário da Fazenda Estadual, além de ser empresário e pecuarista.

A nomeação do superintendente Federal da Agricultura e Pecuária e Abastecimento foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 25 de agosto. A reportagem apurou que a indicação de Celso Martins foi feita pelos senadores Waldemir Moka e Simone Tebet, os mesmos que indicaram também Akira Otsubo ao Ministério da Pesca e Aquicultura.

Assim, conforme o senador Delcídio do Amaral declarou em entrevista ao programa Jornal das 7, na Radio UCDB, nessa quarta-feira, 2, aos poucos o governo federal vai definindo os nomes de seus membros nos estados. “Dos 20 estados, apenas sete estão concluídas as mudanças nos cargos federais”, explicou o líder do governo no Senado Federal.

Além desse dois nomes, já foram nomeados o advogado Yves Drosghic para a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, e o sindicalista Gilmar Ribeiro da Silva assumiu a chefia da Fundacentro (Fundação Jorge Drupat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho), ambos na cota do PDT.

Embora nesta semana o assessor do Governo Federal, ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT) tenha afirmado que havia consenso pelo menos entres os petistas, da permanência de Aristides Ortiz no comando da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), há informação de que ainda há divergências com relação a essa questão.

Conforme Biffi, nos próximos dias devem ser definidos os nomes de pelos menos mais 13 órgãos federais que têm representação em Mato Grosso Sul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions