ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 21º

Política

Ministro de Minas e Energia vem a MS inaugurar usina desativada há 4 anos

Estrutura tem capacidade para gerar 20% da média de consumo de energia do Estado

Por Clayton Neves | 21/07/2021 17:34
Usina William Arjona, em Campo Grande, que será colocada em operação novamente ainda este mês.(Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Usina William Arjona, em Campo Grande, que será colocada em operação novamente ainda este mês.(Foto: Arquivo/Campo Grande News)

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Albuquerque, vem a Mato Grosso do Sul na próxima quarta-feira (28), inaugurar a Usina Termelétrica William Arjona, em Campo Grande. A estrutura, com capacidade para gerar 20% da média de consumo de energia do Estado, será reativada após quatro anos inoperante.

Após a inauguração, Eduardo segue para Corumbá, onde conhecerá o projeto de universalização da energia elétrica no Pantanal, desenvolvido pela Energisa e que leva luz para a população ribeirinha. O Governador Reinaldo Azambuja e outras autoridades participarão do evento.

Situada na saída para Sidrolândia, na região oeste de Campo Grande, a estrutura tem capacidade instalada para gerar 190 MW. Isso equivale  a quase 20% da média de consumo de energia para todo o Mato Grosso do Sul.

A Willian Arjona foi comprada em 2019 pela Delta Energia. Foi o primeiro investimento na área do grupo. A empresa também opera planta de biodiesel em Rio Brilhante, distante 160 quilômetros de Campo Grande.

Segundo divulgado à época da aquisição, para colocar a termelétrica em funcionamento eram necessários 1,2 milhão de metros cúbicos por dia do combustível, vindo do gasoduto Brasil-Bolívia.

Com a entrada em atividade novamente, a usina entra no radar do ONS (Operador Nacional do Sistema), que regula toda a distribuição do País em energia elétrica. Usualmente, as termelétricas são acionadas como suporte, caso seja necessário.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário