A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

19/04/2018 11:43

Ministro do Chile se reúne com Moka e discute criação do corredor bioceânico

Mayara Bueno
À esquerda, senador Waldemir Moka com o ministro do Chile, Roberto Ampuero. (Foto: Divulgação).À esquerda, senador Waldemir Moka com o ministro do Chile, Roberto Ampuero. (Foto: Divulgação).

O senador de Mato Grosso do Sul, Waldemir Moka (MDB), se reuniu com o ministro de Relações Exteriores do Chile, Roberto Ampuero, nesta quinta-feira (dia 19). Na ocasião, o ministro relatou que o país está entusiasmado com o projeto de implementação dio corredor bioceânico.

O encontro ocorreu na Embaixada do Chile em Brasília. De acordo com o parlamentar, as conversas entre Brasil, Argentina, Chile e Paraguai estão acontecendo de forma regular.

"Fui convidado pelo ministro do Chile para uma conversa. Ele queria conhecer os detalhes sobre a ligação do Brasil com o Paraguai em Porto Murtinho”, afirmou.

O Senado aprovou o acordo entre Brasil e Paraguai, que prevê a construção de ponte sobre o rio Paraguai, em Porto Murtinho. A obra dispõe de recursos de R$ 56 milhões, propostos pela bancada federal, liderada por Moka.

Além da reunião com Moka, o ministro vai se reunir com o ministro de Relações Exteriores da Argentina. Nos próximos dias, o presidente chileno, Sebastian Piñera, deve se encontrar com o presidente Michel Temer.

Ainda de acordo com o parlamentar, o ministro do Chile se disse empolgado com a possibilidade de a rota bioceânica servir como corredor para escoamento de vários produtos da região com destino à Ásia e também como intercâmbio cultural e turístico entre as nações.

“A empolgação faz sentido porque, num final de semana, famílias brasileiras poderão conhecer os Andes, e as chilenas, paraguaias e argentinas, conhecer o Pantanal e Bonito, por exemplo”, afirmou o parlamentar brasileiro.

Durante a reunião, também foi discutida dúvida sobre os veículos de carga brasileiros. O ministro chileno afirmou que é falsa a informação de que os caminhões brasileiros não suportam temperaturas mais baixas.



KKKKKKKKKKKKKKKKK
Agora vai.
Faltou o Marun nessa reunião.
 
Critico em 19/04/2018 12:19:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions