A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

07/11/2017 13:11

Monteiro pede apoio de deputados e diz estar preparado para o TCE

Reunião fechada ocorreu na sala da presidência da Assembleia

Kleber Clajus e Leonardo Rocha
Diálogo entre o secretário Marcio Monteiro e  deputados durou cerca de uma hora (Foto: Arquivo/Marcos Ermínio)Diálogo entre o secretário Marcio Monteiro e deputados durou cerca de uma hora (Foto: Arquivo/Marcos Ermínio)

O deputado federal licenciado e secretário de Estado de Fazenda Marcio Monteiro solicitou em reunião, nesta terça-feira (7), apoio de deputados para assumir vaga de conselheiro no TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul). Ele disse estar preparado.

Encontro a portas fechadas durou cerca de uma hora na sala de reuniões da presidência da Assembleia Legislativa. O secretário teria deixado claro que está pronto a indicação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para ocupar cargo deixado, na segunda-feira (6), com a publicação da aposentadoria do conselheiro José Ricardo Cabral.

Marcio Monteiro, conforme o deputado Pedro Kemp (PT), apresentou sua trajetória política e profissional, sendo cobrado a mudar a visão da corte em processos contra prefeitos. “Não pode ser meramente punitivo, mas fazer orientação em relação a contratos, convênios e licitações”, disse.

Kemp ressaltou que a bancada petista avalia sabatinar o secretário, enquanto Zé Teixeira (DEM) informou que o mesmo se diz preparado ao novo cargo pela experiência adquirida como prefeito e na pasta que ocupa no governo estadual, não tendo revelado aos deputados quem o sucederá em sua saída da Sefaz.

Para o líder do governo, Rinaldo Modesto (PSDB), foram atendidos na indicação critérios técnicos e políticos dos quais Marcio Monteiro se encaixou. “Pode ser citado ou denunciado [em delações], mas não existe condenação e isso não compromete a indicação”, esclareceu.

Indicado – Na carta enviada para a Assembleia Legislativa, na segunda-feira (6), o governador argumenta que Monteiro tem vasta experiência em gestão pública. Ele cita que o titular da Sefaz foi prefeito de Jardim, de 1997 a 2004, ocupou cargo de secretário de 2007 a 2010, foi deputado estadual e é deputado federal eleito, além de ter feito parte de vários conselhos e comissões.

O chefe do Executivo lembrou ainda que Monteiro cumpriu dois mandatos no comando do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) em Mato Grosso do Sul – ele deixará a presidência no sábado (11), quando integrantes da legenda se reúnem em convenção.

Agora, segundo o presidente da casa de leis, deputado estadual Junior Mocchi (PMDB), a indicação será transformada num projeto de decreto legislativo, será encaminhado à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e depois para votação em plenário.



A briga para garantir a teta vitalícia e mamar eternamente no governo!!!
 
Renato Alves em 07/11/2017 13:44:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions