ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  22    CAMPO GRANDE 24º

Política

MS lança programa “Baixar Imposto para Fazer Dar Certo”

Assinatura da concessão de benefícios fiscais para impulsionar a economia do Estado será na sede do Sebrae

Por Gabriela Couto | 29/04/2024 09:20
Governador Eduardo Riedel (PSDB) durante lançamento do programa “Balcão Único MS Agiliza – Empresas”, em novembro do ano passado, no Sebrae (Foto: Arquivo/Saul Scharmm)
Governador Eduardo Riedel (PSDB) durante lançamento do programa “Balcão Único MS Agiliza – Empresas”, em novembro do ano passado, no Sebrae (Foto: Arquivo/Saul Scharmm)

O governador Eduardo Riedel (PSDB) começa a semana com agendas importantes para a economia do Estado. Pela manhã, ele recebe representantes de Corumbá, Ponta Porã e Amambai para liberar recurso do Focem (Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul) para obras de infraestruturas para a Sanesul. Participa do evento a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet.

O fundo tem como objetivo reduzir as assimetrias do bloco do Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, por meio de financiamento de projetos para melhorar a infraestrutura e dar competitividade das empresas e desenvolvimento social no bloco. Mato Grosso do Sul tem como meta garantir a universalização do saneamento básico até 2030.

Já no período da tarde, Riedel lança um importante programa para o Estado. Às 14h30 será assinada a concessão de benefícios fiscais para impulsionar a economia de Mato Grosso do Sul, o “Baixar Impostos para Fazer Dar Certo”. O evento será aberto ao público e acontecerá no hall do Sebrae (Avenida Mato Grosso 1661, Campo Grande), com a presença de secretários estaduais e representantes de entidades.

O Estado já tem o menor índice de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do país, 17%. Valor diferente do restante dos estados brasileiros que anunciaram aumento do tributo no ano passado.

O imposto incide em praticamente todos os produtos, afetando o preço final que chega ao contribuinte. Para 2024, o Governo do Estado prevê arrecadar R$ 25 bilhões, sendo R$ 16 bilhões por meio do ICMS.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias