A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

06/11/2013 16:45

Na reta final, surgem denúncias de compra de votos no PT da Capital

Zemil Rocha
Elza Jorge ganhou adesão de Zeca, enquanto Gildo tem apoio de Delcídio (Foto: arquivo)Elza Jorge ganhou adesão de Zeca, enquanto Gildo tem apoio de Delcídio (Foto: arquivo)

A eleição para a presidência do Diretório do PT de Campo Grande se aproxima da reta final e com ela surgem as primeiras denuncias de compra de votos. Nenhuma dessas denúncias, contudo, foi oficializada junto à comissão eleitoral petista. Disputam o cargo o atual presidente, Gildo Oliveira, e a ex-secretária estadual de Educação, Elza Jorge.

O pleito acontece no domingo (10), das 9 às 17 horas, na Câmara de Campo Grande, estando aptos a votar 3,9 mil dos 16 mil filiados. A lista oficial dos votantes quites com a tesouraria do partido deve ser anunciada amanhã pelo Diretório Nacional do PT.

Na disputa da Capital, há muitas informações de que o atual presidente Gildo Oliveira estaria sendo beneficiado por um “arrastão” nos bairros, com oferta de dinheiro a filiados. A própria candidata Elza Jorge disse que várias pessoas já levaram ao conhecimento dela essas supostas manobras, nas quais, porém, demonstra incredulidade.

“Tem várias pessoas dizendo que foram procuradas. Mas são aquelas coisas de campanha, ainda mais campanha de partido político.Tem conversa de tudo quanto é jeito. Mas quero crer que não seja verdade. Eu entendo que para qualquer denúncia tem de ter coragem de assinar embaixo. Se não fica parecendo fofoca”, afirmou Elza Jorge. “Agora, se eu descobrir que essas conversas são verdadeiras, vou denunciar”, avisou.

Gildo Oliveira afirmou que a comissão eleitoral é “muito séria” e que não procede a informação de que haveria uma mobilização nos bairros para oferecer vantagens em troca de voto para beneficiá-lo. “O que tem é desespero de quem está atrás e aí começa a fazer crise”, disse o presidente. “Já falei: se tiver compra de voto tem de denunciar na polícia”, acrescentou.

Para o atual presidente do PT, há realmente muita boataria. “Tem gente que me falou que ela (Elza Jorge) pessoalmente está oferecendo dinheiro para o pessoal nosso. Isso não leva a nada. Quero crer que nada disso esteja acontecendo”, declarou Gildo. Já Elza garante que não faz esse tipo de cooptação. “Estou fazendo o nosso trabalho. Sair oferecendo dinheiro em troca de voto, eu não faço. Me nego”, garantiu ela.

Apoios eleitorais – A candidata Elza Jorge acredita que conseguiu arregimentar forças políticas importante em sua campanha eleitoral para a presidência do PT de Campo Grande. “Estão me apoiando o Cabo Almi, o vereador Airton, Pedro Kemp e Laerte Tetila, o Biffi, Vander e o Zeca”, garantiu a ex-secretária estadual de Educação. “Zeca inclusive tem telefonado para algumas pessoas e pedindo para me apoiar”, destacou.

Já o atual presidente Gildo Oliveira afirma que conseguiu todas as adesões que pretendia e diz estar seguro de que terá mais de 60% dos votos no domingo. Garante que tem apoio do senador Delcídio do Amaral, do deputado Amarildo Cruz, do ex-deputado Pedro Teurel, da secretária Thaís Helena e de João Rocha, no lugar de quem assumiu a presidência municipal do PT no ano passado.

Gildo garante que tem apoio até mesmo de pessoas ligadas às lideranças que respaldam a candidatura de Elza. “80% das lideranças do Zeca estão comigo. Tetila é companheiro de Dourados, mas quatro dos três assessores dele estão comigo. A coordenadora-chefe do gabinete do Vander está comigo”, apontou.



Nossaaaaaaaa!
Para gente todo mundo sabe que isso é uma realidade em todas as eleições!
 
Anderson Silva em 07/11/2013 08:06:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions