A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

16/03/2017 23:55

Na volta de Brasília, deputados são recebidos com protesto no aeroporto

Nyelder Rodrigues
Geraldo Resende foi o primeiro a aparecer no saguão e logo foi cercado por manifestantes cobrando uma posição do parlamentar (Foto: Reprodução)Geraldo Resende foi o primeiro a aparecer no saguão e logo foi cercado por manifestantes cobrando uma posição do parlamentar (Foto: Reprodução)

O retorno de Brasília (DF) dos deputados federais sul-mato-grossenses ao Estado ocorre costumeiramente na noite de quinta-feira. Sabendo disso, manifestantes, seja qual for a causa, procuram o Aeroporto de Campo Grande neste dia e horário para realizar protestos e fazer cobranças dos parlamentares.

E nesta quinta-feira (16) não foi diferente. Parte do grupo que participa da greve nacional contra a reforma da Previdência foi ao aeroporto e recebeu três deputados. O vídeo do manifesto foi enviado à redação pelo canal Direto das Ruas e pode ser visto ao fim da matéria.

O primeiro a aparecer no saguão foi Geraldo Resende (PSDB), que logo ficou cercado por pessoas que participavam do protesto, cobrando um posicionamento sobre a situação. Entre os manifestantes está o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botareli.

Logo depois, quem aparece é José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, que diferente do primeiro deputado, é abordado para fotos com alguns dos manifestantes. O último a aparecer no vídeo é Luiz Henrique Mandetta (DEM), que recebeu um papel com o manifesto antes da imagem ser cortada.

Mandetta foi alvo de protesto nesta quinta-feira. Após acamparem no condomínio onde mora o deputado Carlos Marun (PMDB), que preside a Comissão Especial que analisa na Câmara Federal a Reforma, manifestantes foram até o prédio onde mora o parlamentar democrata, cobrar que ele se oponha ao projeto, que está ainda em análise.

Posicionamento - Tradicionalmente ligado aos movimentos sindicais e hoje parte da bancada da oposição ao Governo Federal, Zeca já declarou publicamente ser contra a reforma previdenciária.

No áudio do vídeo no aeroporto, pouco é possível ouvir sobre o diálogo entre manifestantes e Geraldo, mas na página do deputado no Facebook, ele já fez postagem onde se opõe ao atual texto da reforma.

"Da forma como chegou ao Congresso não tem o meu apoio. Discordo de muitos pontos que precisam ser ajustados para não penalizar o trabalhador", frisa.

Já Mandetta tomou posição contrária à reforma em vídeo postado na mesma rede social, em seu perfil. "A reforma da Previdência está no início dos debates, mas já adianto que voto contra o texto do jeito que está retirando direitos dos trabalhadores", diz o democrata, que aponta também incoerências na pauta atual.

Câmara vai homenagear 84 pessoas em sessão do aniversário de 118 anos
A Câmara Municipal de Campo Grande vai homenagear 84 pessoas em sessão solene na próxima quarta-feira (dia 23). Na ocasião, a partir das 19h, serão ...
Moreira Franco: MP das Rodovias dará segurança jurídica e resolverá problemas
O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, afirmou que a MP das Rodovias vai garantir condições de investimento nas concessões at...
Puccineli diz que é candidato a presidente do partido em MS se for consenso
Só se for sem disputa. É assim que o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), quer disputar o comando da legenda no Estado, nas ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions