A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

22/12/2010 10:10

Nelsinho fala de planos de 500 milhões e diz que maior frustração foi perder sede da Copa

Angela Kempfer e Carlos Martins

Prefeito reuniu a imprensa hoje para balanço da administração

Nelsinho reuniu a imprensa hoje para falar sobre futuro. (Foto João Garrigó)Nelsinho reuniu a imprensa hoje para falar sobre futuro. (Foto João Garrigó)

Em entrevista coletiva na manhã de hoje para um balanço sobre o ano, o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) estabeleceu como meta deste mandato conquistar mais R$ 500 milhões junto ao governo federal para obras, principalmente as do PAC 2.

Depois de acompanhar em Brasília a diplomação da presidente eleita Dilma Roussef (PT), Nelsinho diz que voltou confiante no “excelente relacionamento com o governo federal”. Essa parceria, segundo ele, já rendeu R$ 600 milhões em investimentos nos últimos sete anos.

Em conversa com a presidente, o prefeito diz ter ouvido textualmente de Dilma: “Não vou esquecer o que você fez por mim e vou saber retribuir isso”, sobre o apoio dado à ela durante a campanha eleitoral. Nelsinho foi, dentro do PMDB, o maior “cabo-eleitoral” da petista em Campo Grande.

Frustração - Sobre a política, Nelsinho revelou que a maior frustração dele até agora foi perder a disputa para Cuiabá em busca da Copa do Mundo.

Ele lembra que a competição levará muitas obras para o Mato Grosso, o que pode tirar operários da Construção Civil de Campo Grande. Essa possibilidade preocupa , pela falta desse tipo de mão-de-obra na Capital.

Para segurar os trabalhadores aqui, Nelsinho garante que não faltará obra e avisa sobre outra desvantagem: “lá é muito quente”.

O prefeito afirma que a prioridade é terminar o segundo mandato no município, mas questionado se depois deve disputar o governo, Nelsinho desconversou e apenas citou uma frase recente do presidente Lula: “Estou vivo”.



Nelsinho...Por favor não aguento mais "apertar parafuso do meu carro", andando pelas ruas da nossa bela cidade morena. Queremos asfalto liso, não "TAPA BURACOS". O mais tá tudo bem....

Um feliz natal e prospero ano novo a todos...
 
WALTER OLIVEIRA em 23/12/2010 04:45:00
Prefeito Nelsinho, o senhor além de ter palavra apoiou a pessoa certa. Esta fazendo uma otima administraçao e nao é prépotente.
Nós do MS esperamos que o senhor seja nosso proximo governador pois está ensinando os politicos como administrar com humildade e seriedade. Parabens.
 
alirio barbosa em 22/12/2010 12:40:00
NOSSO PREFEITO EM TODA SUA CARREIRA POLITICA DESDE VEREADOR ATE CHEGAR AO CARGO DE PREFEITO, VEM SENDO PREPARADO PARA ASSUMIR O GOVEWRNO DE NOSSO ESTADO. ELE SO NAO O SERA, SE NAO QUISER, POIS O POVO ESTARA SEMPRE DE SEU LADO. E ESPERAMOS QUE ELE SEJA NOSSO PROXIMO CANDIDATO A ASSUMIR O CARGO PARA NOSSO ESTADO CONTINUAR CRESCENDO CADA VEZ MAIS E SER UM EXEMPLO PRA O BRASIL E O MUNDO. UM ABRAÇO DE SEU FIEL COMPANHEIRO DE LUTA.
 
ANTONIO CARLOS VIEIRA CARVALHO em 22/12/2010 12:17:52
Gostaria de parabenizar o prefeito! Realmente está a fazer um bom trabalho, ainda falta nas áreas da saúde, segurança, educação e saneamento básico. Mas, ele está de parabéns. Gosto muito de Campo Grande e tenho certeza que será uma Capital exemplo para o Brasil. Parabéns!
 
Carla Fernanda em 22/12/2010 10:59:51
Entendo que mais importante do que 'conquistar recursos' em Brasilia é ter competência de gestão para aplicar corretamente o total destes recursos. Enquanto tivermos 'ralos' por onde escorrem recursos financeiros de nada adiantará. Entendo ser sempre suspeita obras demasiadamente demoradas. Ex. Quase um ano para realizar consertos na Av. Ceará... pode? Tem uma obra de mais de dois anos no córrego anhanduizinho proximo ao Guanandizão, pode? e aproveito aqui para pedir atenção especial à Av. Ernesto Geisel. Quase oito anos de mandato e até hoje ninguém se importou com a sinalização, especialmente a pintura de faixas de rolamento. Parafraseando Boris Casoy - é uma vergonha!!! e ainda tem gente que sonha com copa em Campo Grande. Pobres de nós!
 
Juvenal Coelho em 22/12/2010 10:45:11
Qdo estamos "sozinhos" em uma disputa tudo fica mais difícil. Neste cas específico, faltou mais empenho e comprometimento do governo do estado.
 
Adão Rédua em 22/12/2010 10:38:07
Sou de Campo Grande, nascido nesta terra mas hoje vivo em Cuiabá, acredito que o fato da copa não realizar em Campo Grande, é que: povo não hospitaleiro não merece um evento dessa natureza, cidade onde o povo come ovo e arrota cavear não merece uma copa, Nelsinho não fique triste, faça como eu venha para Cuiabá e aprende a ser hospitaleiro, local onde vc é jungado pelo carater que tem e não pela roupa ou carro que usa. esse foi um dos grande motivos de sair deste estado, sem industrias e com fazendeiros coroneis. Um povo cresce com educação, investimentos, a saude ai é muito boa, mas é o resto. Sinto muito mas aqui tem trabalho e o salário é muito bom é valorizado por isso sou mais cuiabano que campo grandensse.
 
Sérgio Mendonça em 22/12/2010 09:34:05
Espero que o Prefeito não se esqueça da Av. Julio de Castilho no seu pacote de obras.
 
Paulo Sergio em 22/12/2010 07:34:57
O Nelsinho deveria ser governador de um deserto, porq as obras dele não podem ver chuva q já estraga e, além disso, demora muito para entregar essas obras mal feitas dele. O coitado não chegou nem aos pés do André, que é ignorante mais trabalhador.
 
Clodoaldo Rocha em 22/12/2010 06:00:14
Só de pensar que o Nelsinho poderá ser o governador de MS, já fico triste, pois pouco fez por Campo Grande. Qual a grande obra que o Nelsinho fez na Capital com recursos proprios?
 
Carlos de Carvalho Silva em 22/12/2010 05:59:12
Cuiaba pode ser muito quente...mas tem muito bar para se resfrecar não se preocupe nelsinho,foi pura falta de competencia perder a copa ....e outra Cuiabá esta dando de 10 x0 em campo grande ...Fui nelsinho se quiser assistir a Copa pode ficar na minha casa ...pois eu já estou lá.
 
carlos faustino em 22/12/2010 04:32:30
Tenho a certeza que Campo Grande saiu ganhando. A copa do mundo em Campo Grande so geraria despesas com obras faraonicas. A divida seria monstruosa.
A FIFA e CBF, ficam com a maior parte do dinheiro arrecadado não entram com nada e levam tudo e so teem exigencias absurdas.
Que jogos seriam realizados em Campo Grande??? Africa x Camarões??
Bolivia x Paraguai?? E outro jogos sem expressões e sem publico e o pouco arrecadado a FIFA e CBF levam. Campo Grande com certeza escapou de uma grande arapuca.
Vejam os senhores o que aconteceu na copa passada. A Africa do Sul ficou com um endividamento monstro e varios estadios que custaram milhões de dolares e que agora não servem para nada. Campo Grande não tem uso para o atual estadio Morenão, teria que amplia-lo. E depois?? Milhões de reais enterrados no estadio que não tem jogos???
Verão os senhores o que acontecera com as capitais que estão se endividando para a tal copa do mundo. O governo federal incentiva mais não cobre os custos. Engano de quem pensa que o governo federal custeara alguma coisa. Basta para isso ver o orçamento anual da união 2011, não tem verba destinada a custeio de obras para a copa do mundo.
Sou Campograndensse, nasci e aqui me criei e torço pelo não endividamento de minha cidade.
Quem viver vera!!!!!
 
Alfredo Carvalho em 22/12/2010 04:09:53
Inmpressionante o prefeito estar decepcionado com a perda da copa para Cuiabá, sendo que eles só tentaram alguma coisa dois meses antes da confirmação das cidades sede, o prefeito de cuiabá e o governador de mato grosso estão engajados na disputa antes do Brasil ter sido confimado para sediar o evento, agora vem com papo de decepção, acho que a maior decepção vem da população por não ter tido um representante a altura para defender o nosso estado.
 
moacir cafaro em 22/12/2010 03:01:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions