A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

27/01/2017 14:16

Paguei quase R$ 20 milhões que Bernal deixou, diz prefeito sobre terceirizados

Marquinhos Trad teve que responder ao Ministério Público do Trabalho obre denúncias do não pagamento do salários e outras verbas trabalhistas dos terceirizados do convênio com Omep e Seleta

Richelieu de Carlo
Prefeito Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Marcos Hermínio)Prefeito Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Marcos Hermínio)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD), esclareceu ao MPT (Ministério Público do Trabalho) que já realizou o pagamento dos salários e outras verbas trabalhistas que estavam pendentes dos terceirizados da Omep (Organização Mundial pela Educação Pré-Escolar) e Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária. Foram pagos quase R$ 20 milhões, segundo Marquinhos.

O chefe do Executivo foi convocado pelo MPT, na manhã desta sexta-feira (27), para prestar esclarecimentos sobre denúncias do não pagamento do salário de dezembro, 13º, férias e outras verbas trabalhistas, deixados pelo ex-prefeito Alcides Bernal (PP).

“Só sei que eu paguei tudo o que Bernal deixou, quase R$ 20 milhões”, disse o prefeito. “Os salários de dezembro, décimo terceiro, férias e rescisões”.

Acompanhado do procurador-geral do Município, Alexandre Ávalo; Marquinhos Trad e o advogado da Omep, Laudson Cruz Ortiz, confirmaram na audiência que todos os valores devidos foram pagos. O procurador do Trabalho, Cicero Rufino Pereira, deu prazo até 1° de fevereiro para que as partes comprovem os pagamentos.

Novela - A polêmica envolvendo os terceirizados é longa e alvo de ações na Justiça. A situação mais recente é o acordo da prefeitura com o Ministério Público, homologado pela Justiça, pactuando a demissão e substituição gradativas.

Entre os 207 nomes da primeira lista de demissão de terceirizados contratados da Omep e Seleta, estão trabalhadores que não compareciam em seus postos de trabalho. Foi o que disse no dia 23 de janeiro o vereador Valdir Gomes (PP), presidente da comissão da Câmara Municipal que acompanha o processo de demissões.

Cronograma – Em 16 de janeiro, a prefeitura entregou a lista com os 207 nomes. A relação foi repassada às entidades, que são as responsáveis pelo contrato de trabalho e, assim, encarregadas pela rescisão contratual.

Dos 207 funcionários, 127 eram ligados à Semed (Secretaria Municipal de Educação) e 80 à SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), segundo o prefeito, Marquinhos Trad (PSD).

Já em 28 de abril deste ano, a prefeitura deverá apresentar um programa de cumprimento da execução das demissões, contendo a relação de todas as pessoas contratadas através do convênio com as entidades. O programa deverá ser executado até o dia 28 de julho.



Engraçado os políticos usarem os pronomes de tratamento no singular, como pessoa física e não jurídica. Eu paguei 20 milhões de reais que o Bernal deixou pra trás. Quem paga esses contratos somos nós que com pagamentos de impostos, arrecada receitas para pagar os terceirizados, obras, serviços, etc. Resumindo, quem paga é a prefeitura, o prefeito representa o município, portanto, é obrigação manter as ordens de pagamentos em dia.
 
Srad em 27/01/2017 15:31:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions