A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

27/10/2015 22:39

Para delegado, Cimi estimulou terenas a resistir reintegração da Buriti

Flávio Paes e Michel Faustino
Delegado que participou da reintegração da Fazenda Buriti (Foto:Divulgação)Delegado que participou da reintegração da Fazenda Buriti (Foto:Divulgação)

No depoimento que prestou nesta terça-feira à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Assembléia Legislativa que investiga a participação do CIMI (Conselho Indigenista Missionário) nos conflitos indígenas no Estado, o delegado da Polícia Federal, Alcidio de Souza Araújo, manifestou sua convicção de que a entidade incitou os terena da Reserva Buriti a não obedecer a decisão de reintegração de posse da Fazenda Buriti, em Sidrolândia.No dia 30 de maio de 2013 ele comandou esta operação na qual acabou morrendo o terena Oziel Gabriel.

O delegado revelou que duas semanas antes, quando foi à fazenda, recebeu informação do vereador indígena CledinaldoCotócio (de Sidrolândia) de que a disposição inicial dos índios era sair pacificamente da propriedade, cumprindo o que tinha sido negociado por ele junto a lideranças indígenas , no entanto, pessoas ligadas ao conselho indigenista acabaram convencendo um grupo de 300 terenas a resistir à operação.

 Nos dias que antecederam ao confronto ,Alcidio encontrou na fazenda jornalista Rui Spossati, de ligações notórias com o CIMI, tendo inclusive atuado na resistência da população indígena à construção da hidrelétrica de Belo Monte na região norte do País. Com ele os policiais apreenderam um notebook que armazenava dados de uma espécie de manual para fabricação de armas caseiras.

Na época, ainda conforme o policial, surgiram informações de que um indígena residente em Sidrolândia, cursando faculdade em Dourados, teria recebido R$ 6 milhões (supostamente do Conselho Indigenista) para custear a ocupação e resistência as reintegrações de posse das propriedades ocupadas na região.

"Eles(numa alusão aos dirigentes do CIMI) incitam violência. Os mais velhos preferem seguir a lei, mas os mais novos são incitados pelo Cimi”, avaliou o delegado.

O deputado Paulo Corrêa pediu para que a Comissão solicitasse o relatório final do policial sobre a reintegração de posse da fazenda Buriti. A partir do depoimento do delegado, o parlamentar diz ter se convencido de que na reintegração da Fazenda Buriti, "houve técnicas de guerrilha e para que isso acontecesse também houve financiamento”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions