A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

16/10/2015 20:20

Deputada responde a bispo e diz que CPI do Cimi não vai acabar em pizza

Flávio Paes
Deputada garante que CPI  terá respostas concretas as denúncias (Foto:Arquivo)Deputada garante que CPI terá respostas concretas as denúncias (Foto:Arquivo)

 A deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB), presidente da CPI do Cimi,  ao reagir as críticas  de  Dom Redovino Rizzardo, bispo da Diocese de Dourados, lamentou o posicionamento do religioso, para quem a Comissão Parlamentar de Inquérito não terá nenhum resultado concreto, acabando em  em “uma deliciosa pizza”. Ela garante que a CPI dará respostas concretas aos questionamento e denúncias que serão apuradas

 “Estamos desenvolvendo um trabalho sério, não se trata de uma caça às bruxas. Se resolvemos criar essa Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa, é porque temos motivo para isso, é porque tivemos acesso a denúncias muito sérias de participação do Cimi nos conflitos", destaca a deputada.

A fala do religioso veio após críticas da deputada que o acusou de  conivência com declarações avaliadas pela parlamentar "como mentirosas e difamatórias", proferidas em uma reunião dia 8 deste mês,  quando  uma das participantes  sugeriu que a soja e a carne produzidas em Mato Grosso do Sul devem ser boicotadas pela Europa por serem banhadas com sangue de crianças indígenas.

Em entrevista nesta quinta-feira (15), ao Campo Grande News, o religioso disse que não participou da reunião, realizada no Ipad (Instituto Pastoral da Diocese de Dourados), e que apenas foi ao local para saudar os
participantes. Mesmo assim, admitiu que o encontro, com a presença de religiosos e outros defensores da causa indígena, foi “inoportuno”, por ocorrer em um momento de tensão.

ELOGIO

Mara Caseiro também elogiou Dom Redovino Rizzardo pela sua lucidez ao questionar o relatório anual do Cimi sobre mortes de índios.

“Os que foram mortos por fazendeiros ou policiais são dois, três, mas eles [Cimi] não explicam que os outros são vítimas da violência que tem dentro as aldeias. Deveria distinguir e não misturar tudo, senão o povo lá da Holanda pensa que aqui em Mato Grosso do Sul os agricultores são todos criminosos e estão matando os índios”, disse o bispo.

A deputada destacou que Dom Redovino foi muito sensato em suas afirmações e também ao dizer que o Cimi peca por generalizar as críticas aos produtores rurais, ou seja, erra ao “jogar todos no mesmo balaio”.

 

 

 

Governador assina ordem de serviço para asfalto e entrega viaturas hoje
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assina nesta quinta-feira (17), ordem de serviço para pavimentação e drenagem de águas pluviais em seis quilôme...
Ainda tem o que entregar sobre Michel Temer em delação, diz Funaro
O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro, preso na Papuda, em Brasília, disse nesta quarta (16) que "ainda tem" o que entregar sobre o presidente M...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions