A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/05/2013 20:07

Para prefeito, "CPI do Calote" é manobra para desviar foco da saúde

Nyelder Rodrigues e Jéssica Benitez

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), outra vez disparou contra a Câmara Municipal ao afirmar que a criação de uma “CPI do Calote” na Capital é uma manobra dos vereadores para desviar o foco das recentes denúncias de desvio de verbas na saúde pública.

De acordo com Bernal, é preciso se que os parlamentares do município se concentrem em esforços para elucidar os fatos ligados à saúde pública de Campo Grande, identificar os problemas e os causadores desses problemas, buscando soluções.

“A Câmara tem que se concentrar na CPI da Saúde, ver o que está acontecendo com o Hospital do Câncer, ver a questão do Hospital Universitário, ir para dentro da Santa Casa e ver porque uma dívida de R$ 30 milhões foi para mais de R$ 120 milhões”, discursou o prefeito.

Além disso, Bernal afirma o grande dilema atual da Capital é que alguns vereadores estão fazendo “politicagem”, e que a Câmara tem que cumprir com a função dela, que é a de trabalhar por Campo Grande, por um ambiente de respeito ao interesse público, sem colocar interesses pessoais ou de grupo políticos à frente.

“Tem que ver porque os medicamentos eram adquiridos por preços tão elevados, porque a saúde pública é esse caos que está aí tantos anos, porque dois médicos ao geriram a saúde pública permitiram que essa situação chegasse a esse ponto, e não exigir que um prefeito que está há cinco meses a solução para todos os problemas”, disparou Bernal.

Ele ainda acrescentou que ao invés de defender o interesse das pessoas que precisam de serviços de saúde de qualidade, os vereadores querem criar uma CPI que beneficiar apenas “prestador de serviço que quer dinheiro”.

Câmara deve criar "CPI do Calote" e investigar os débitos da prefeitura
O vereador e ex-presidente da Câmara Municipal, Paulo Siufi (PMDB), fez uso da tribuna na sessão de hoje para anunciar que pretende criar a CPI (Comi...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Quando será que o Bernal vai começar a trabalhar e vai parar de colocar a culpa das cacas dele nós outros. Meu Deus eu achava que seria ruim a administração dele mais esta sendo pior do que eu imaginava. FORA BERNAL!!!!!!!!!!!!
 
Camila Fernanda Santos Luiz em 29/05/2013 16:48:51
Nesse trecho diz que o prestador de serviço quer dinheiro, o prefeito não tem razão, pois o dinheiro que o prestador de serviço quer é apenas o lhe é devido por direito e contrato, ele quer o dinheiro que lhe pertence para pagar as dividas da sua empresa, pagar funcionários e dar continuidade as sua atividades empresariais, ou será que o prefeito gostaria que lhe cortassem toda a sua receita por cinco meses? será que os funcionários da PMCG gostariam de ficar cinco meses sem receber seus salários? Isso é questão de justiça e não de politica.
 
pedro armando em 25/05/2013 12:45:25
Concordo plenamente com o prefeito. Sempre que aparece na mídia falcatruas das grandes, os denunciados citam outros casos para abafar aqueles, casos, onde estão envolvidos.
 
Carlos José em 24/05/2013 21:59:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions