A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/06/2015 15:13

Para receber R$ 40,5 mil, empresa inicia hoje análise de 200 mil páginas de CPI

Lidiane Kober e Juliana Brum
Presidente da CPI atribui a contratação a complexidade dos documentos (Foto: Divulgação/assessoria)Presidente da CPI atribui a contratação a complexidade dos documentos (Foto: Divulgação/assessoria)

A empresa Primazia Consultoria & Projetos Contábeis e Financeiros LTDA começa, nesta quarta-feira (17), a analisar 200 mil páginas de documentos recebidas pela CPI das Contas Públicas, instalada na Câmara Municipal para investigar a crise financeira da Prefeitura de Campo Grande. A empresa fechou contrato de três meses e vai receber R$ 40,5 mil.

Presidente da CPI, o vereador Eduardo Romero (PTdoB) justificou a contratação à complexidade dos documentos recebidos pela comissão. “Estamos falando de contratos de janeiro de 2011 a abril de 2015, que passam por todas as secretarias e por três gestões. São convênios, nomeações, folha de pagamento e contratações de terceirizados”, exemplificou.

O presidente da Câmara, vereador Mário Cesar (PMDB) também defendeu a necessidade de assessoria especializada. “Como a demanda de documentos desta CPI é muito grande e diante a seriedade dela por se tratar de crise, pasta por pasta deverá ser bem analisada para que possamos achar os questionamentos. Não queremos um culpado e sim achar a solução que gerou tal situação de crise”, disse.

Segundo Romero, os assessores da Câmara também colaboram com os trabalhos. “Mas não é qualquer contador que entende de contabilidade pública, não é qualquer advogado que entende de direito tributário e financeiro”, ponderou. Ele ainda destacou a experiência da empresa. “Eles tem histórico de atuação em CPI, em Mato Grosso do Sul e até em estados vizinhos”, completou.

Mais cara - Entre as últimas CPIs, instaladas na Câmara, a atual deve terminar com maior despesa. As últimas três gastaram em média R$ 25 mil. “Como serão três meses de atuação, em média, a empresa vai receber R$ 13,5 mil, mesmo salário de um comissionado do alto escalão da prefeitura”, comparou Romero.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions