A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

08/06/2015 10:47

Depois de 30 dias, CPI da Câmara pretende aumentar depoimentos

Juliana Brum
CPI segue baseando-se nas análises dos documentos coletados (Foto - Marcos Erminío)CPI segue baseando-se nas análises dos documentos coletados (Foto - Marcos Erminío)

Prevendo aumentar o ritmo das próximas investigações da atual fase, passado os trinta dias iniciais, a CPI das Contas Públicas realizada pelos vereadores promete apresentar novos resultados e dar nova dinâmica para as reuniões.

Neste etapa as atividades foram mais analíticas e de coleta de informação. "Acredito que agora a comissão ganhe mais corpo, já que temos bastante material para avaliar. Pretendemos acelerar o ritmo. Já estudamos a possibilidade de ouvir mais de uma pessoa durante os depoimentos" afirmou Romero.

Segundo o presidente da comissão, o vereador Eduardo Romero (PTdoB), ficou constatado que neste primeiro mês de CPI, que houve uma falta de planejamento, o que fez com que a crise chegasse a um ponto crítico.

Nesta fase o presidente destacou que irão cruzar os dados e que investigar a fundo todas as esferas que lidam com financeiro.

"Percebemos também que há comissionados com funções trocadas o que deixa a folha pesada" lembrou o presidente.
Os parlamentares definiram o período entre janeiro de 2011 e abril de 2015 como foco das investigações e já solicitaram uma série de documentos junto às secretarias, autarquias e fundações municipais.

Termina hoje (8), o prazo final para as secretarias da administração municipal apresentarem os últimos documentos solicitados nesta primeira etapa da CPI.

Está confirmado também o depoimento para a próxima quarta-feira (10), às 14h com o secretário interino de educação Wilson de Andrade, para esclarecer alguns pontos financeiros da pasta.

A Comissão tem como objetivo investigar se o aumento de 40,34% na folha de pessoal da Prefeitura ocorreu por aumentos salariais praticados pelas gestões anteriores ou devido à nomeação de comissionados por parte do atual prefeito.

Criada no dia 5 de maio, a CPI tem como presidente Eduardo Romero (PT do B), vice-presidente Paulo Pedra (PDT), relator Airton Saraiva (DEM) e como membros Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Thaís Helena (PT).

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions