A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Março de 2019

30/01/2019 20:23

Pela segunda vez, desembargador assume a presidência do TJMS

Paschoal Carmello Leandro foi empossado para mandato de dois anos; ele respondeu pelo comando da Corte por quatro meses em 2014

Humberto Marques
Desembargador Paschoal Carmello Leandro recebeu do colega, Divoncir Maran, o comando do Tribunal de Justiça do Estado. (Foto: TJMS/Divulgação)Desembargador Paschoal Carmello Leandro recebeu do colega, Divoncir Maran, o comando do Tribunal de Justiça do Estado. (Foto: TJMS/Divulgação)

O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) deu posse na tarde desta quarta-feira (30) ao seus novos presidente, vice-presidente e corregedor-geral, eleitos no fim de 2018: respectivamente, os desembargadores Paschoal Carmello Leandro, Carlos Eduardo Contar e Sérgio Fernandes Martins. Eles responderão pela gestão 2019/2020, sendo que Paschoal assumirá pela segunda vez o Judiciário Estadual –em 2014 ele assumiu a presidência do tribunal por quatro meses.

“Nesse lapso temporal trabalhamos preparando a administração para o biênio seguinte, 2015/2016, sob a regência do desembargador João Maria Lós, de quem tive o prazer de ser o vice-presidente”, destacou, em discurso. No curto período, ele lembrou ter adotado diferentes ações, incluindo o comando do Conselho de Supervisão dos Juizados, permitindo maior monitoramento e normatizando atividades.

Ainda em sua fala, o desembargador Paschoal Leandro defendeu a necessidade de mais diálogo e ações articuladas com os demais poderes, em especial as consideradas essenciais para a administração da Justiça, para implementação de melhorias nos serviços.

“Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso e trabalhar em conjunto é a vitória”, disse, citando o industrial Henry Ford e pedindo parcerias “em busca de um ideal de Justiça moderna e rápida, com garantia da efetividade dos direitos dos cidadãos”. O presidente do TJ avaliou que mudanças do país passam pelo Judiciário. “Juntos, vamos reconstruir o sentimento de brasilidade e resgatar a total confiança no poder público”.

Convidados lotaram plenário do TJMS para acompanhar posse da nova direção. (Foto: Humberto Marques)Convidados lotaram plenário do TJMS para acompanhar posse da nova direção. (Foto: Humberto Marques)

Saudações – O desembargador Julio Roberto Siqueira Cardozo falou em nome dos demais desembargadores, ressaltando o fato de que, pela primeira vez em 40 anos, todo o comando do TJMS é formado por magistrados nascidos no Estado.

Já o procurador-geral de Justiça, Paulo Cezar dos Passos, agradeceu ao desembargador Divoncir Maran por seu trabalho, e reforçou aos novos gestores que terão o desafio de administrar o TJ tendo como pauta a pacificação de conflitos sociais. “O MP tem plena confiança no dinamismo, idealismo e vocação de vossas excelências para o trabalho”.

O presidente da OAB-MS (Seccional de Mato Grosso do Sul da Ordem dos Advogados do Brasil), Mansour Elias Karmouche, destacou que o Judiciário vem se abrindo cada vez mais, relacionando-se com a sociedade de forma direta, “mas temos a absoluta certeza de que o TJMS tem à sua frente homens cônscios de sua missão”.

Já o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) destacou a solidariedade que a magistratura estadual demonstrou até hoje ao governo, por meio de parcerias em meio ao cenário de crise, destacando a intenção de manter as tratativas.

“Reitero meu desejo pessoal de renovada disposição para o trabalho conjunto. Precisamos somar forças, recursos, inteligência e trabalho para superar distorções históricas, que ainda travam o crescimento do país que queremos e podemos ser. Contem conosco na defesa intransigente dos interesses e dos sonhos do nosso povo”, concluiu o governador.

Também acompanharam a solenidade os ministros Reynaldo Soares da Fonseca (Superior Tribunal de Justiça) e Tarcisio Vieira de Carvalho Neto (Tribunal Superior Eleitoral); o Defensor Público Geral, Luciano Montali; o presidente da Assembleia, Junior Mochi (MDB); o presidente da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), juiz Jayme Martins, o juiz Eduardo Eugenio Siravegna Jr, presidente da Amansul (Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul); o general Lourival Carvalho Silva, do CMO (Comando Militar do Oeste); o brigadeiro Augusto César Abreu dos Santos, da Ala 5 da Aeronáutica; o arcebispo Dom Dimas Lara Barbosa; o desembargador Fávio Alberto Cabañas Gossen, representando a Suprema Corte do Paraguai; o desembargador Francisco das Chagas Lima Filho, do TRT-24 (Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região); o conselheiro Iran Coelho das Neves, presidente do TCE (Tribunal de Contas do Estado); o desembargador Carlos Eduardo Padin, presidente do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo); desembargador Pedro Ranzi, do TJAC (Tribunal de Justiça do Acre), o desembargador Élcio Mendes Jr., vice-presidente do TRE-AC (Tribunal Regional do Acre) e ouvidor do TJAC (Tribunal de Justiça do Acre); e os juízes Fernando Ganem (TJ do Paraná); Patrícia Szporer (TRE da Bahia) e Cícero Alves da Silva (TJ de Alagoas); e o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions