A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

28/09/2015 14:59

Perícia recupera mensagens deletadas de celulares de Olarte e vereadores

Paulo Yafusso
Com o uso de equipamento doado pela Senasp, peritos conseguiram recuperar dados deletados dos celulares (Foto: Arquivo)Com o uso de equipamento doado pela Senasp, peritos conseguiram recuperar dados deletados dos celulares (Foto: Arquivo)

Com menos de um mês de trabalho o IC (Instituto de Criminalística) conseguiu concluir a perícia nos 17 celulares apreendidos pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) durante a Operação Coffee Break. Usando equipamento doado pela Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), os peritos conseguiram vasto material, inclusive áudios, textos e fotos que haviam sido deletados.

Os celulares haviam sido encaminhados para o IC no início deste mês. Parte do material contido nos aparelhos já havia sido levantado pela equipe do MPE (Ministério Público Estadual) que trabalha na investigação da Operação Coffee Break, deflagrada no dia 25 de agosto deste ano para investigar esquema para cassar o prefeito Alcides Bernal (PP). O próprio coordenador do Gaeco, promotor de Justiça Marcos Alex Vera de Oliveira, durante entrevista coletiva à imprensa no dia da Operação, declarou que mesmo passado um ano da cassação de Bernal, foi possível encontrar informações importantes em alguns celulares.

Os equipamentos foram encaminhados para o IC para que os investigadores e promotores pudessem ter acesso a mensagens trocadas pelos aplicativos como whatsapp e telegram, já que não existe tecnologia disponível para interceptar essas comunicações. Como a maioria dos aparelhos celulares era de modelo dotado de tecnologias modernas, foi possível recuperar praticamente tudo que havia sido deletado.

Os laudos serão entregues ao Gaeco ainda nesta semana. Como base nas informações levantadas pelos peritos, os promotores irão definir as próximas fases da investigação, como o depoimento do prefeito afastado Gilmar Olarte (PP). Além do celular de Olarte, o Gaeco apreendeu os aparelhos do presidente afastado da Câmara Municipal, Mário César (PMDB), dos vereadores Airton Saraiva (DEM), Edil Albuquerque (PMDB), Chocolate (PP), Gilmar da Cruz (PRB), Carlão (PSB), Edson Shimabukuro (PTB), Paulo Siufi (PMDB), Otávio Trad, Eduardo Romero e Flávio César (todos do Pt do B), além do ex-vereador Alceu Bueno (sem partido),do ex-secretário municipal de Saúde, Jamal Salem, e dos empresários Fábio Portela Machinsky, João Amorim, da Proteco, e João Baird, da Itel Informática.



Parabéns aos Peritos Criminais envolvidos nesse trabalho científico.
Mais uma vez a Perícia Oficial mostrando seu comprometimento com a prestação jurisdicional. Cientistas de altíssimo valor.
 
HELDER_FIGUEIREDO em 29/09/2015 07:39:18
A justiça precisa resolver de forma ágil, a situação dessa quadrilha que comandava a prefeitura de Campo Grande. Quanto mais o tempo passa, mais eles se articulam.
 
Ganso em 28/09/2015 16:18:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions