A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

03/01/2014 13:03

PMDB ainda acredita na “remota” possibilidade de André disputar o senado

Leonardo Rocha
PMDB diz que apesar de remota, ainda existe a possibilidade de André ao senado (Foto: Arquivo)PMDB diz que apesar de remota, ainda existe a possibilidade de André ao senado (Foto: Arquivo)

O presidente estadual do PMDB, o deputado Junior Mochi, afirmou que o partido ainda acredita em uma pequena e “remota” hipótese de ter o governador André Puccinelli (PMDB) como candidato ao senado neste ano.

“Existe esta pequena chance, claro que o partido gostaria que o governador fosse nosso representante no senado e apesar de remota, não deixa de ser uma possibilidade”, afirmou ele.

Mochi voltou a ressaltar que esta alternativa sempre foi a prioridade no partido, já que Puccinelli é o principal líder do PMDB em Mato Grosso do Sul. “Nossa pré-candidata é a Simone Tebet (PMDB), mas sabemos que o governador tem a preferência”.

Em relação a declaração do deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM) que a “indefinição” do PMDB estaria afastando os aliados, Mochi apenas ressaltou que cabe ao pré-candidato Nelsinho Trad (PMDB) fazer as articulações necessárias.

“Nós escolhemos e anunciamos o Nelsinho (Trad) justamente para ele ter a liberdade de conversar com todos e fazer a articulação política com o objetivo de formar nosso bloco de alianças”.

O deputado Márcio Monteiro, presidente regional do PSDB, também ponderou que a indicação do PMDB para os dois cargos na majoritária teria “fechado” o espaço aos aliados.

“O PSDB já decidiu ter candidato ao senado ou ao governo, ou seja, fica inviável qualquer contato com o PMDB, que já fechou as portas”.

Já as lideranças do PMDB se defendem dizendo que ainda sobraram as vagas de vice-governador, suplente ao senado e composição na chapa proporcional.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions