ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 

Política

PMDB anuncia escolhido para disputar o governo no dia 2 de julho

Por Aline dos Santos e Mariana Lopes | 19/04/2013 12:53
Governador pensa nas alianças para as eleições de 2014 (Foto: Marcos Ermínio)
Governador pensa nas alianças para as eleições de 2014 (Foto: Marcos Ermínio)

O martelo ainda não foi batido quanto ao nome, mas o PMDB já tem data para apresentar ao eleitorado o candidato do partido ao governo de Mato Grosso do Sul.

“O nome do candidato vai ser anunciado no dia 2 de julho”, afirmou o governador André Puccinelli (PMDB). Hoje, ele descartou que o secretário de Obras e Transporte, Edson Giroto (PMDB), seja um dos cotados para a vaga.

“É o quarteto. São esses quatros que vão decidir quem será o candidato. Não gostaria de entrar em campo”, disse Puccinelli. O quarteto a que se refere o governador trata-se do ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, a vice-governadora Simone Tebet, o deputado estadual Júnior Mochi (presidente regional do PMDB) e o senador Waldemir Moka.

Trad, que vai assumir uma secretaria no governo do Estado, e Simone Tebet são os pré-candidatos do partido. “Não vai ter erro na escolha”, garantiu Puccinelli, que participou hoje de evento na Governadoria, em Campo Grande.

A estratégia do PMDB é dar visibilidade e musculatura política ao candidato. Com o anúncio antecipado, a mais de um ano das eleições, o partido quer fortalecer o escolhido. Principal rival político, o PT já tem nome certo para a disputa.

O senador Delcídio Amaral (PT) se apresenta como pré-candidato, mas já percorre o Estado, se firmando como a opção petista. Ainda sobre a análise para 2014, André Puccinelli disse que pode apoiar a presidente Dilma Rousseff (PT), que disputará a reeleição.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário