ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  28    CAMPO GRANDE 25º

Política

PMDB e PSDB buscam acordo para evitar disputa na base do governo

Eleição da Mesa Diretora vai ocorrer no dia 20 de dezembro

Por Leonardo Rocha | 29/11/2016 12:15
Eduardo Rocha, líder do PMDB, ao lado de Beto Pereira e Ângelo Guerreiro, ambos do PSDB (Foto: Assessoria/ALMS)
Eduardo Rocha, líder do PMDB, ao lado de Beto Pereira e Ângelo Guerreiro, ambos do PSDB (Foto: Assessoria/ALMS)

As bancadas do PSDB e PMDB começam a articular um acordo, para eleição da presidência na Assembleia. A intenção é evitar uma disputa de votos, e assim "rachar" a base de sustentação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Por enquanto seguem como candidatos, Junior Mochi (PMDB) e Beto Pereira (PSDB).

"Começamos a tratar o assunto com outros partidos, conversando com os deputados do PR e do PMDB, mas entendo que este acordo entre PSDB e PMDB está ficando cada vez mais maduro", disse Beto Pereira, que foi o escolhido pelo grupo tucano, para disputar a presidência da Casa. Ele ponderou que as conversas estão em fase inicial.

Mesma postura do líder do do PMDB, o deputado Eduardo Rocha, que diz que a intenção é buscar um consenso, com demais legendas, evitando a disputa de votos. "Vivemos em um momento de dificuldade financeira em todo País, não é hora de brigar, espero que este entendimento chegue ainda nesta semana".

Eduardo ponderou que os dois candidatos a presidência, fazem parte da base aliada do governador do Estado, então não seria interessante um confronto. "O PMDB sempre esteve ao lado do governador, em todos os projetos e ações, com uma boa gestão do presidente Junior Mochi, por isso defendemos a continuidade".

O líder do PMDB adiantou que Mochi não tem a intenção de "retirar sua candidatura", e sim buscar um acordo, em torno da sua reeleição. O peemedebista já tem o apoio da bancada do PT, com quatro deputados, dos cinco do PMDB, além de Zé Teixeira (DEM), George Takimoto (PDT) e Lídio Lopes (PEN).

Mochi não se manifestou sobre o tema hoje (29), porque ao final da sessão na Assembleia, tinha um compromisso público e não atendeu a imprensa. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) já declarou que trabalha por um consenso no legislativo, sem disputa de votos. A eleição vai ocorrer no dia 20 de dezembro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário