ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 30º

Política

Prefeito vai homenagear seu partido, o PP, com redução da tarifa de ônibus

Por Zemil Rocha e Helton Verão | 08/11/2013 18:24
Bernal vai decretar a redução no dia 11, número de seu partido (Foto: Kleber Gellio)
Bernal vai decretar a redução no dia 11, número de seu partido (Foto: Kleber Gellio)

O prefeito Alcides Bernal decidiu homenagear o seu partido, o PP, com a redução da tarifa de ônibus de R$ 2,75 para R$ 2,70 em Campo Grande, anunciando que vai editar o decreto em meados de novembro (mês 11), no dia 11, mesmo número da legenda que preside no Estado. “O decreto será assinado no dia 11 do 11”, afirmou o progressista.

Bernal destacou o caráter “histórico” da redução da tarifa de ônibus em Campo Grande, observando que se trata também de um ineditismo em nível de País. “Hoje era para estar anunciando tarifa de R$ 3,00 e não estou anunciando a redução”, enalteceu.

Apontou que a Prefeitura de Campo Grande já tinha dado um passo importante ao acabar com o “isolamento social” do Distrito de Anhanduí. “Antes a passagem para Anhanduí custava R$ 10, 00 e agora é a tarifa normal de Campo Grande”, disse.

Também elogiou a presidente Dilma Roussef por ter dado o ponta-pé inicial para a redução do preço da passagem de ônibus urbano, ao fazer cortes no PIS e Cofins para empresas do setor de transporte coletivo.

Durante a entrevista, que teve muito mais o tom de pronunciamento, já que Bernal evitou responder perguntas dos jornalistas, o prefeito garantiu que a tarifa a R4 2,70 não será apenas nestes dois meses finais de 2013. “Estamos fazendo estudos de como vamos fazer no ano que vem para dar prosseguimento do valor da tarifa por mais tempo”, afirmou Bernal, com a concordância da presidente da Agência de Regulação de Serviços Públicos, Ritva Vieira. O prefeito também não descartou a possibilidade de baixar ainda mais a tarifa de ônibus em 2014.

Aproveitou a ocasião para gradecer os vereadores que integram a sua base de apoio na Câmara, citando os nomes de todos. Na hora de falar de um dos vereadores do PT fez questão de pedir que evitem confusão. “Ayrton, não confundam. O único que merece nosso aplauso é este, o Araújo”, sublinhou. O outro Ayrton é o da Cruz, que integra a bancada de oposição na Câmara.

Embora tenha dado alfinetadas naqueles que, segundo Bernal, querem “enganar o povo”, o prefeito agradeceu a todos os vereadores por terem aprovado a redução da tarifa de ônibus. “Apesar de demorarem, fizeram a coisa certa”, declarou.

Presente no pronunciamento, o presidente da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano, João Resende, elogiou a renúncia do ISS que está garantindo a redução do preço da passagem de ônibus. “O próximo passo é faixa exclusiva para ônibus que vai dar uma diferença para o transito da Capital”, defendeu o empresário.

 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário