A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

10/02/2009 14:53

Prefeitos cobram agilidade em repasse de verbas federais

Redação

Antes do encontro com o presidente Lula, agendado para hoje, os 45 prefeitos de Mato Grosso do Sul que estão em Brasília tiveram um encontro com a bancada federal sul-mato-grossense. Na mesa, colocaram como principal crítica a burocracia para a liberação de verbas federais.

Na presença de diretores da Caixa Econômica Federal e do Ministério das Cidades, a reclamação atingiu em cheio os representantes do banco, que na avaliação dos prefeitos demora demais para liberar as verbas depois da assinatura de convênios.

A prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB), apresentou uma sugestão. Na opinião dele, uma forma de agilizar o processo é possibilitar que as emendas parlamentares de pequeno valor, por exemplo, de R$ 300 mil, sejam acertadas em convênios que envolvam a apenas os ministérios e as prefeituras, sem passar pela burocracia da Caixa Econômica.

Outra boa alternativa, defendem os administradores, é o envio de técnicos aos municípios já com os processos em mãos e com autonomia para solucionar as pendências junto a equipe das prefeituras.

O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), citou o exemplo do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), que acaba gerando custos extras à empresa interessada em fazer as obras em até 20%, por conta da burocracia exigida.

O senador Valter Pereira (PMDB) assumiu a função de levar a preocupação dos administradores ao Ministério das Cidades e os representantes da Caixa Econômica e do Ministério se comprometeram buscar soluções para as deficiências envolvendo o processo de liberação de verbas federais. (Informações da assessoria da Assomasul)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions