A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

24/05/2014 10:43

Prefeitura ainda contabiliza prejuízos e se previne contra invasões

Josemil Arruda
Secretário de Governo disse que IMTI faz até serão para evitar atraso na folha salarial (Foto: arquivo)Secretário de Governo disse que IMTI faz até "serão" para evitar atraso na folha salarial (Foto: arquivo)

O secretário municipal de Governo, Rodrigo Pimentel, afirmou neste sábado que os prejuízos provocados pela invasão ao Paço Municipal e secretarias, orquestrada pelo ex-prefeito Alcides Bernal (PP), ainda estão sendo mensurados, nove dias após o caos. “Estamos mensurando, mas é difícil, principalmente por causa de prejuízos reflexos incalculáveis, como deixar de fazer uma licitação, um pregão e com isso provocar, por exemplo, falta de merenda escolar, que é uma necessidade da sociedade”, afirmou ele, revelando ainda que medidas preventivas foram adotadas para evitar novas invasões, em decorrência de ameaças feitas durante esta semana.

Há, conforme Pimentel, “prejuízos direitos, indiretos e reflexos” com a invasão promovida no dia 15 de maio, que Bernal executou pelas próprias mãos um liminar judicial que lhe assegurava a volta ao comando da Prefeitura de Campo Grande, a qual foi cassada oito horas de pois, no começo da madrugada do dia 16.

Para exemplificar o significado dessas modalidades de prejuízo, o secretário citou o caso do furto de um computador da Central de Compras (Cecom), que é vinculada à Secretaria Municipal de Administração (SAD). “Roubaram o computador da Cecom que tinha toda parte do pregão. O dano direto foi o roubo do computar, o indireto de todo sistema de softwares e os reflexos incalculáveis, pois resultarão em falta ou atraso no atendimento de demandas da sociedade”, disse.

Atraso da folha – Um dos problemas decorrentes da invasão comandada por Bernal é a possibilidade de haver atraso no pagamento da folha de pagamento dos servidores municipais, que até agora estavam recebendo até o dia 1º do mês seguinte. No caso da folha de maio, isso poderá não acontecer em razão da subtração de documentos e outros danos promovidos na sede do Instituto Municipal de Tecnologia da Informação (IMPI).

“É complicado. A folha fecha até os dia 18 e 19, mas entraram no IMTI no dia 15 e pegaram documentos o que está gerando dificuldade para fechar a folha e pode causar prejuízo para os servidores. Há risco de atrasar um pouco, motivado pela invasão”, afirmou Rodrigo Pimentel.

Informou, porém, que o prefeito deu ordem para que o pessoal do IMTI faça serão para tentar evitar atraso no pagamento da folha. “Estão todos empenhados para que não ocorra o atraso”, declarou o secretário de Governo.

Novas invasões – O secretário Rodrigo Pimentel também confirmou que, nesta semana, foram feitas novas ameças de invasões. “Foram feitas ameaças para alguns secretários e servidores que trabalham no gabinete do prefeito”, disse. Um dos secretários que receberam ligação telefônica teria sido Jamal Salém, da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Depois dessas novas ameaças, a prefeitura tomou novas mediadas preventivas, como reforço na área de segurança, maior controle com identificação das pessoas que ingressam nos órgãos públicos municipais e implantação de catracas no Paço. “E alertamos a Polícia Militar e a Guarda Municipal, que aumentou efetivo no Paço”, revelou Rodrigo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions