ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 29º

Política

Processante ocorre com ou sem presença de Alceu, diz Flávio César

Kleber Clajus | 10/12/2013 13:02
Flávio diz que Processante prossegue mesmo com  membro sendo julgado no TRE e desafia Bernal a comparecer em audiência amanhã  (Foto: Marcos Ermínio)
Flávio diz que Processante prossegue mesmo com membro sendo julgado no TRE e desafia Bernal a comparecer em audiência amanhã (Foto: Marcos Ermínio)

O relator da Comissão Processante, vereador Flávio César (PT do B), assegurou nesta terça-feira (10) que o trabalho de investigação aos atos do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), continua “com ou sem” Alceu Bueno (PSL), que enfrenta hoje julgamento no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral), que pode cassar seu mandato.

“A Processante voltou oficialmente e amanhã teremos audiência para ouvir o prefeito com ou sem o Alceu. Caso ele seja cassado, o que deve ocorrer é um sorteio para definir novo integrante ao cargo que ele ocupava”, pontua Flávio.

Bernal foi convocado a depor na Câmara Municipal, em audiência marcada para as 14h de quarta-feira, mas declarou hoje que não deve aparecer no que considera “jogo me engana que eu gosto” e “cena de teatro”.

“Não existe teatro, porque a investigação é prerrogativa da Casa de Leis e tem sido realizada com total isenção e seriedade. Não quer dizer que será cassado”, rebate Flávio ao desafiar o prefeito de que  “se tem convicção de que não cometeu irregularidade que venha se explicar amanhã”.

Retomada – Na tarde de ontem (9), a Comissão Processante teve os trabalhos retomados após decisão do juiz da 1º Vara da Fazenda e Registros Públicos, Nélio Stábile. Com isso, Bernal foi convocado para explicar supostas irregularidades em atos administrativos considerados “fabricação de emergências” e que resultaram na contratação das empresas Salute, JaGás e Megaserv.

Junto à decisão de continuidade, somam-se o parecer favorável aos trabalhos emitidos pelo MPE (Ministério Público Estadual) e da seccional sul-mato-grossense da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

O depoimento de Bernal é a última etapa para conclusão do relatório da Processante, que pode cassar o mandato do progressista.

Nos siga no Google Notícias