A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/09/2014 16:56

Promotor investiga deputado por gastos elevados com a CPI da Saúde

Ludyney Moura

O MPE (Ministério publico Estadual) decidiu converter em inquérito civil o processo de investigação de supostas irregularidades cometidas durante os seis meses de funcionamento da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Saúde, feita pela Assembleia Legislativa. O alvo da investigação é o presidente da comissão, deputado estadual Amarildo Cruz (PT).

O impasse sobre os gastos da Comissão foram trazido à tona depois que o deputado Marquinhos Trad (PMDB), questionou os valores das contratações de consultores feitas pelo deputado Amarildo Cruz, que presidiu os trabalhos de investigação da saúde pública no Estado, que custaram aproximadamente R$ 350 mil.

Responsável pelas denúncias de superfaturamento nas contas da CPI da Saúde, o deputado Marquinhos Trad, que atualmente preside a CPI da Telefonia, lembrou que vai finalizar, em breve, os trabalhos da comissão atual “sem gastar nenhum real a mais dos cofres públicos”, já que utilizou a própria estrutura da Assembleia no processo de investigação parlamentar.

“O presidente da CPI é o responsável pelas contas. É ele o ordenador de despesas. Foi ele quem pediu para contratar, sem licitação, o advogado que sempre atuou para o PT e foi secretário do Zeca, pagando um valor absurdo”, disse Marquinhos, fazendo referência a Ronaldo Franco, ex-secretário de Estado da gestão de Zeca do PT, e que recebeu R$ 22 mil pelos serviços de consultoria à CPI.

Já Amarildo Cruz, que está em campanha pela reeleição no interior do Estado, informou, por meio de sua assessoria, que todas os gastos da CPI foram prestados corretamente à Mesa Diretora da Casa de Leis, que a abertura do inquérito civil é um direito do MPE e, por fim, que depois do fim dos trabalhos, as contas da comissão são de responsabilidade do presidente da Assembleia.

O inquérito civil é uma prévia investigação do Ministério Público, que agora vai “apurar eventual irregularidade na gestão de recursos públicos pelo Deputado Amarildo Valdo da Cruz, na condição de Presidente da CPI da Saúde”.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


Questionou? Porque será? Notícia "Após deputado descobrir falcatruas dos Trads na saúde, poderes se unem para mudar de assunto"
 
Carlos Bitencourt em 16/09/2014 22:00:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions