A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

30/07/2018 18:46

Propensos a apoiar Reinaldo, SD e PTB fazem convenções no dia 4

Chapa tucana já tem confirmação do PSB e aguarda decisões de DEM, PTB, PSD, PP e PRB

Marta Ferreira
Reinaldo aguarda oficialização de alianças com SD e PTB, tendo também o PSD de Marquinhos Trad como possível parceiro na eleição. (Foto: Arquivo)Reinaldo aguarda oficialização de alianças com SD e PTB, tendo também o PSD de Marquinhos Trad como possível parceiro na eleição. (Foto: Arquivo)

Aguardando apenas o protocolo das convenções partidárias para confirmarem aliança com o PSDB, Solidariedade e PTB realizarão na manhã de sábado (4) suas convenções estaduais, quando apresentarão candidatos ao Senado, Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa e oficialização o apoio à reeleição do governador Reinaldo Azambuja. Os acertos vão à tona já tendo um mapa de como devem ser as coligações proporcionais –para o Legislativo– na chapa tucana.

O penúltimo dia do prazo para convenções partidárias também foi escolhido pelo próprio PSDB para sua convenção, bem como pelo DEM, que deve bater o martelo em relação ao apoio aos tucanos –ainda alvo de resistência da bancada federal do partido. Os democratas receberam proposta para indicar o vice do governador e candidato à reeleição.

Na quarta-feira (25), o próprio Reinaldo já havia apontado a disposição de dividir os aliados em duas chapas na disputa por vagas na Câmara dos Deputados e duas para a Assembleia Legislativa. A intenção, conforme apurou a reportagem, seria aglutinar em um “chapão” partidos com candidatos à reeleição ou considerados de maior densidade eleitoral –garantindo melhor oportunidade para a busca do novo mandato– e uma segunda chapa com partidos menores.

Um primeiro esboço teria como eixos principais PSDB, DEM e PSD, que tendem a disputarem juntos as vagas para os dois parlamentos. PSB, que tem o deputado federal Elizeu Dionizio, e o PP também poderiam formar a composição para a Câmara Federal, com PPS, SD e PRB (que ainda avalia caminhar com os tucanos) na segunda chapa. O PTB, por sua vez, avalia lançar chapa pura para o Congresso.

Já a disputa por vagas na Assembleia Legislativa agregaria uma chapa com o SD (que tenta a reeleição de Herculano Borges), PPS, PSB, PTB, PP e PRB; com PSDB, DEM e PSD juntos na outra chapa. Nos dois casos, porém, ainda falta o aval dos dirigentes.

Fechado – Com a meta de eleger três deputados estaduais e um federal, o SD já havia oficializado o apoio à reeleição de Reinaldo em maio, durante a passagem do seu presidente nacional, o deputado federal Paulinho da Força (SP). Integrante da Executiva estadual, Bosco Martins afirma que o partido lançará o vereador campo-grandense Papy e o vice-prefeito de Três Lagoas, Paulo Salomão, à Câmara Federal. Além disso, serão nove candidatos à Assembleia.

Reinaldo em ato com o presidente do Solidariedade, um dos primeiros partidos a confirmar apoio à reeleição. (Foto: Arquivo)Reinaldo em ato com o presidente do Solidariedade, um dos primeiros partidos a confirmar apoio à reeleição. (Foto: Arquivo)

“Nosso consenso é de não trocar o certo pelo que é duvidoso. O Reinaldo fez uma boa gestão em um momento de crise nacional e, por isso, conta com o respaldo do Solidariedade, já referendado por nosso presidente nacional”, disse. O secretário-geral do SD, Luiz Antônio Adriano da Silva, é aguardado para o evento, marcado para as 9h30 de sábado no Grand Park Hotel.

Já o apoio do PTB aos tucanos, embora não tenha sido oficializado, tem fortes indícios de ser concretizado: o presidente regional do partido e pré-candidato ao Senado, Nelsinho Trad, participou de vários eventos do PSDB durante a pré-campanha, obtendo declarações de apoio de Reinaldo.

Paralelamente, durante a convenção do PSB na quarta, os socialistas aprovaram o apoio ao PSDB e indicaram o Pastor Antônio Dionizio para o posto de primeiro suplente de Nelsinho. O PP também marcou sua convenção para sábado, às 8h, na sede do Diretório Regional, quando deve oficializar o apoio à reeleição de Reinaldo Azambuja.

Em espera – DEM, PP, PSD e PRB, aguardados na coligação tucana, finalizam conversações para apoiar o PSDB nas eleições deste ano. A situação do Democratas é a mais avançada, inclusive com a possibilidade de indicação de seu presidente regional, Murilo Zauith, para a vice de Reinaldo.

Murilo recebeu convite para integrar chapa majoritária, tendo o nome colocado como vice de Reinaldo. (Foto: Saul Schramm/Arquivo)Murilo recebeu convite para integrar chapa majoritária, tendo o nome colocado como vice de Reinaldo. (Foto: Saul Schramm/Arquivo)

O partido realiza sua convenção também na manhã de sábado, ainda tendo a resolver o imbróglio envolvendo os deputados federais do partido –preocupados com o espaço para disputarem a reeleição e simpáticos a um projeto focado na candidatura própria.

No mesmo sábado, o PSD realiza seu encontro já tendo a deliberação de uma aliança nacional com o PSDB e a candidatura presidencial de Geraldo Alckmin. O prefeito Marquinhos Trad considera que o entendimento local seria um caminho, mas não oficializou a aliança até aqui.

Já o PRB marcou a convenção para quinta-feira (2), às 19h, na Câmara Municipal. A cerca de 72 horas do encontro, o partido que articula a candidatura à reeleição do senador Pedro Chaves também conversa com MDB e o PDT. Integrante da administração estadual, o PPS também deve fechar com Reinaldo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions